Líder diz que PDT não é do bloco independente

“Quero, com veemência, repelir as insinuações e informações de que o nosso partido estaria servindo de instrumento para outro partido pressionar o governo em troca de ministérios, de cargos ou de benesses”, disse o deputado Vieira da Cunha (RS); chamado “blocão” é formado por PMDB, PP, Pros, PR, PTB, PSC e por uma legenda da oposição (SDD)

Em discurso na tribuna do plenário do Senado, deputado Vieira da Cunha.

Sessão solene em comemoração aos 190 anos do Parlamento brasileiro.
Em discurso na tribuna do plenário do Senado, deputado Vieira da Cunha. Sessão solene em comemoração aos 190 anos do Parlamento brasileiro. (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Câmara de Notícias - O líder do PDT na Câmara, deputado Vieira da Cunha (RS), informou que o partido não integra o bloco informal formado por outros partidos da base aliada que estão descontentes com o governo. O chamado “blocão” é formado por PMDB, PP, Pros, PR, PTB, PSC e por uma legenda da oposição (SDD).

Um dos objetivos do bloco é propor a votação de projetos independentemente da vontade do governo.

“Quero, com veemência, repelir as insinuações e informações de que o nosso partido estaria servindo de instrumento para outro partido pressionar o governo em troca de ministérios, de cargos ou de benesses”, disse Vieira da Cunha.
Petrobras

Apesar disso, o líder do PDT reforçou que o partido tem “ideologia, tem programa e tem princípios" dos quais não se afasta. Por esse motivo, Vieira da Cunha disse que é favorável ao requerimento apresentado pela liderança do PSDB para criação de uma comissão externa destinada a investigar denúncias de corrupção na Petrobras.

“Todas as ações que a nossa bancada tomar nesta Casa será sempre visando à defesa e ao fortalecimento da Petrobras. Não é possível que nós possamos jogar para debaixo do tapete denúncias da maior seriedade, da maior gravidade. Temos o dever de investigar, e se depender do PDT, esta comissão externa será aprovada”, afirmou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email