Líder do PT: decisão do STF fere autonomia do Senado

Senador Humberto Costa (PE) diz que determinação da ministra Rosa Weber por CPI exclusiva da Petrobras fere a autonomia do Senado, que já havia decidido em plenário pela instalação de uma CPI ampla; recurso será apresentado ao plenário do Supremo pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL); parlamentar promete agora buscar apoio para CPI do Metrô, que envolve governos do PSDB; "se a oposição pensa que nós vamos deixar de lado a investigação sobre o Metrô de São Paulo, e sobre outras suspeitas que pairam de má aplicação de recursos públicos federais, está enganada", disse

Senador Humberto Costa (PE) diz que determinação da ministra Rosa Weber por CPI exclusiva da Petrobras fere a autonomia do Senado, que já havia decidido em plenário pela instalação de uma CPI ampla; recurso será apresentado ao plenário do Supremo pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL); parlamentar promete agora buscar apoio para CPI do Metrô, que envolve governos do PSDB; "se a oposição pensa que nós vamos deixar de lado a investigação sobre o Metrô de São Paulo, e sobre outras suspeitas que pairam de má aplicação de recursos públicos federais, está enganada", disse
Senador Humberto Costa (PE) diz que determinação da ministra Rosa Weber por CPI exclusiva da Petrobras fere a autonomia do Senado, que já havia decidido em plenário pela instalação de uma CPI ampla; recurso será apresentado ao plenário do Supremo pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL); parlamentar promete agora buscar apoio para CPI do Metrô, que envolve governos do PSDB; "se a oposição pensa que nós vamos deixar de lado a investigação sobre o Metrô de São Paulo, e sobre outras suspeitas que pairam de má aplicação de recursos públicos federais, está enganada", disse (Foto: Gisele Federicce)

Simone Franco, da Agência Senado

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), não considerou uma derrota para o governo a decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber – em caráter liminar (provisória) – de determinar a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado para investigar apenas denúncias de irregularidades contra a Petrobras. Para o senador, essa determinação fere a autonomia do Senado, que já havia decidido em Plenário pela instalação de uma CPI ampla. Ele disse, no entanto, que a decisão será cumprida pela Casa.

Humberto Costa observou ainda que recursos ao Plenário do STF serão apresentados pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, e pela senadora Ana Rita (PT-ES), com o objetivo de derrubar a decisão da ministra Rosa Weber (em pronunciamento no Senado, horas depois, Humberto Costa informou que o PT não irá recorrer da decisão).

Enquanto o Supremo não dá a palavra final sobre a CPI da Petrobras, Humberto Costa garantiu que o Senado adotará as providências necessárias para sua instalação. O roteiro de trabalho da comissão, segundo o senador, deverá começar a ser discutido na próxima semana. E a expectativa do líder petista é de que os primeiros depoentes, como a atual presidente da Petrobras, Graça Foster, e o ex-presidente Sérgio Gabrielli, comecem a ser ouvidos entre os dias 10 e 11 de maio.

Metrô de SP

Como a decisão de Rosa Weber exclui da CPI do Senado a investigação sobre as obras do Metrô de São Paulo e do Porto de Suape, em Pernambuco, a bancada governista encontrou uma alternativa para apurar denúncias contra esses empreendimentos. Será requerida a instalação de uma CPI Mista. O requerimento para isso, segundo Humberto Costa, já conta com assinaturas suficientes de deputados. A busca do apoio dos senadores começa nesta quinta-feira (24), como informou.

- Em nenhum momento nos recusamos a investigar a Petrobras. Agora, se a oposição pensa que nós vamos deixar de lado a investigação sobre o Metrô de São Paulo, e sobre outras suspeitas que pairam de má aplicação de recursos públicos federais, está enganada – afirmou o senador.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247