Líder rebate críticas a promessas de campanha ainda não cumpridas

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (22), o líder do Governo, Evandro Leitão (PDT), rebateu as críticas de parlamentares de oposição sobre o não cumprimento de promessas de campanha pelo Executivo Estadual. Ele lembrou que a atual administração já realizou ações como a lei de promoção das polícias Civil e Militar, o reajuste dos proventos do Magistério e a assinatura de ordens de serviço de 28 sistemas de abastecimento d'água e 2.262 módulos sanitários. De acordo com Leitão, os deputados da oposição “querem que o Governo tenha cumprido todas as suas promessas de campanha em menos de um ano e três meses de gestão”

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (22), o líder do Governo, Evandro Leitão (PDT), rebateu as críticas de parlamentares de oposição sobre o não cumprimento de promessas de campanha pelo Executivo Estadual. Ele lembrou que a atual administração já realizou ações como a lei de promoção das polícias Civil e Militar, o reajuste dos proventos do Magistério e a assinatura de ordens de serviço de 28 sistemas de abastecimento d'água e 2.262 módulos sanitários. De acordo com Leitão, os deputados da oposição “querem que o Governo tenha cumprido todas as suas promessas de campanha em menos de um ano e três meses de gestão”
Em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (22), o líder do Governo, Evandro Leitão (PDT), rebateu as críticas de parlamentares de oposição sobre o não cumprimento de promessas de campanha pelo Executivo Estadual. Ele lembrou que a atual administração já realizou ações como a lei de promoção das polícias Civil e Militar, o reajuste dos proventos do Magistério e a assinatura de ordens de serviço de 28 sistemas de abastecimento d'água e 2.262 módulos sanitários. De acordo com Leitão, os deputados da oposição “querem que o Governo tenha cumprido todas as suas promessas de campanha em menos de um ano e três meses de gestão” (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará247 - O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Evandro Leitão (PDT), criticou em pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (22/03), os parlamentares de oposição ao Governo do Estado, que “querem que o Governo tenha cumprido todas as suas promessas de campanha em menos de um ano e três meses de gestão”. Para o líder, tal cobrança “não é razoável”.

A atual administração foi alvo de críticas de parlamentares como Heitor Férrer (PSB) e Agenor Neto durante a sessão de hoje na AL. Férrer afirmou que o governador prometeu, por exemplo, a construção de Unidades de Pronto Atendimento em todos os municípios com mais de 50 mil habitantes, a criação de bolsa universitária para auxiliar estudantes mais carentes do ensino público nos seis primeiros meses de faculdade e de centros de línguas estrangeiras em cada regional do Estado, por exemplo.

Já para Agenor, Neto, o Executivo não estaria cumprindo as promessas realizadas à população da região Centro Sul do Ceará, notadamente nas áreas de saúde e habitação. O parlamentar explicou que, nos últimos nove anos, nenhuma casa popular foi construída com recursos próprios do Estado, e os repasses para os três hospitais públicos da região não recebem “sequer 5% do que um único hospital da região norte tem recebido”. 

Em defesa do Governo, Evandro Leitão comentou promessas de campanha feitas pelo governador Camilo Santana e que, segundo ele, já foram cumpridas. Entre elas, a lei de promoção das polícias Civil e Militar. Conforme observou, o governador sanou uma reivindicação antiga da categoria, beneficiando mais de oito mil policiais.

Outros pontos levantados foram o reajuste dos proventos do Magistério, em 13,01%, a descompressão dos professores, a adequação do piso estadual dos agentes de saúde e endemias, além da construção de três mil casas em todo o Ceará, por meio dos programas de habitação.

Evandro Leitão lembrou ainda o pacote de investimentos anunciado pelo Governo no último dia 19 de março, em Quixadá, por meio do qual o governador liberou 172 cartas de crédito para a implantação de sistemas de abastecimentos d'água. Na ocasião, foram assinadas também ordens de serviço de 28 sistemas de abastecimento d'água e 2.262 módulos sanitários, além de cartas de crédito que vão beneficiar 6.382 famílias.

“Esse é um Governo de diálogo e que cumpre seus compromissos. Dialogamos com todas as categorias e ampliamos esse diálogo para todos os segmentos”, frisou, reforçando que a prioridade do Governo sempre tem sido “as classes mais carentes”.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247