‘Lista paralela’ da Odebrecht tem 19 baianos

Dos aproximadamente 200 políticos que aparecem na lista que pode ser de doações paralelas apreendida pela Polícia Federal na sede da Odebrecht em Salvador, na Operação Acarajé - desdobramento da Lava Jato, 19 são baianos; são quatro deputados federais, sete vereadores, cinco candidatos a prefeituras, além do ex-governador Jaques Wagner (atual ministro do Gabinete da Presidência da República) e do prefeito ACM Neto

Dos aproximadamente 200 políticos que aparecem na lista que pode ser de doações paralelas apreendida pela Polícia Federal na sede da Odebrecht em Salvador, na Operação Acarajé - desdobramento da Lava Jato, 19 são baianos; são quatro deputados federais, sete vereadores, cinco candidatos a prefeituras, além do ex-governador Jaques Wagner (atual ministro do Gabinete da Presidência da República) e do prefeito ACM Neto
Dos aproximadamente 200 políticos que aparecem na lista que pode ser de doações paralelas apreendida pela Polícia Federal na sede da Odebrecht em Salvador, na Operação Acarajé - desdobramento da Lava Jato, 19 são baianos; são quatro deputados federais, sete vereadores, cinco candidatos a prefeituras, além do ex-governador Jaques Wagner (atual ministro do Gabinete da Presidência da República) e do prefeito ACM Neto (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Dos aproximadamente 200 políticos que aparecem na lista que pode ser de doações paralelas apreendida pela Polícia Federal na sede da Odebrecht em Salvador, na Operação Acarajé - desdobramento da Lava Jato, 19 são baianos. A relação de nomes foi divulgada na terça-feira (22).

Cinco dos listados são deputados federais: Arthur Maia (PPS), o 'Tuca'; Daniel Almeida (PC do B), com codinome 'Comuna'; Jutahy Magalhães Jr. (PSDB); e Nelson Pelegrino (PT), que atualmente é secretário de Turismo da Bahia.

Na lista há ainda os nomes de sete vereadores de Salvador: Edvaldo Brito, o 'Candomblé'; Paulo Magalhães Jr., identificado como 'Goleiro'; o presidente da Câmara Municipal, Paulo Câmara (PSDB); Waldir Pires (PT); Arnando Lessa (PT); Vânia Galvão (PT); Léo Prates (DEM); e Geraldo Júnior (SD).

Outros nomes são do ex-governador Jaques Wagner (atual ministro do Gabinete Pessoal da Presidência da República), com codinome 'Passivo'; o ex-prefeito de Salvador e candidato derrotado em 2012 Mário Kertész (PMDB), apontado como 'Roberval'; e o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Marcelo Nilo (PL), que é identificado com o codinome 'Rio'.

O prefeito ACM Neto (DEM) também aparece na lista. Há ainda mais quatro candidatos à prefeituras da Região Metropolitana de Salvador; Ademar Delgado (PT), de Camaçari; Tonha Magalhães (PR), de Candeias; Eduardo Alencar (PSD), de Simões Filho; e Maurício Bacelar (PTN), também de Camaçari.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247