Lúcia nega aliança com Caiado e admite não disputar eleição

A senadora Lúcia Vânia (PSB) fez duas declarações importantes no encontro político do PSB goiano na manhã desta quarta-feira; a primeira: ela não irá disputar com o petebista Demóstenes Torres a vaga ao Senado na chapa majoritária encabeçada pelo governador José Eliton; a segunda: está descartada a hipótese de aliança com Ronaldo Caiado e Daniel Vilela. Lúcia alegou não ter preferência na disputa pela segunda vaga ao Senado na chapa base; caso não seja a escolhida, não vê problemas em se ausentar do pleito deste ano

Lúcia nega aliança com Caiado e admite não disputar eleição
Lúcia nega aliança com Caiado e admite não disputar eleição (Foto: Jefferson Rudy)

Goiás 247 - A senadora Lúcia Vânia (PSB) fez duas declarações importantes no encontro político do PSB goiano na manhã desta quarta-feira (4). A primeira: ela não irá disputar com o petebista Demóstenes Torres a vaga ao Senado na chapa majoritária encabeçada pelo governador José Eliton (PSDB).

A segunda: está descartada a hipótese de aliança com Ronaldo Caiado e Daniel Vilela. Lúcia alegou não ter preferência na disputa pela segunda vaga ao Senado na chapa base. Caso não seja a escolhida, não vê problemas em se ausentar do pleito deste ano.

Ela disse que não está trabalhando para conquistar pela vaga. “Sou senadora 24 horas por dia”, assinalou.

“Não tenho preferência. Minha preferência é ter meu trabalho reconhecido. Estou à disposição, mas caso não haja esse entendimento, não tenho dificuldade em me ausentar nessa disputa”, sublinhou.

Lúcia garante que só disputa a reeleição e descartou alianças com outros candidatos, mais especificamente com o senador democrata Ronaldo Caiado.

“Converso com ele, mas não sobre isso”, afirmou. “Não há essa conversa”, assegurou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247