Luciano defende PT, mas não quer esperar muito

Deputado estadual, que preside o PCdoB no Recife, espera por uma definio do PT no que diz respeito eleio do Recife, mas garante que a demora poder colocar por terra a precedncia do Partido dos Trabalhadores

Luciano defende PT, mas não quer esperar muito
Luciano defende PT, mas não quer esperar muito (Foto: Rinaldo Marques/ALEPE)

Raphael Coutinho_PE247 – Outro partido que aguarda ansiosamente uma definição do PT na questão da sucessão eleitoral do Recife é o PCdoB. Durante entrevista nesta sexta-feira (10) à Rádio Folha, o deputado estadual Luciano Siqueira, que preside os comunistas na capital pernambucana, reafirmou que a legenda defende a precedência do PT, porém, faz uma ressalva de que a agremiação não descarta a possibilidade de trabalhar com outras alternativas. Para o parlamentar, apesar de ser simpático às múltiplas candidaturas, o melhor caminho seria a construção de uma candidatura única por parte da Frente Popular.

Siqueira garantiu que, após o Carnaval, deverá ter mais uma conversa com o prefeito João da Costa (PT). Dois pontos levantados pelo deputado como entraves para o processo é a dificuldade do prefeito em dialogar com os demais partidos que compõem a Frente e a briga interna do PT, que acaba desgastando a imagem de João da Costa.

“O prefeito tem acumulado dificuldade política e sua gestão não tem acolhido índices de aprovação consistentes junto à população. Mas a sua principal dificuldade ainda está dentro do PT, que está envolvido em contradições internas e disputas, tanto de apresentar João da Costa como candidato à reeleição ou de indicar outros nomes. A precedência é do PT, porém se tal fator não acontecer de maneira adequada e que convença aos partidos da Frente, se coloca a hipótese do senador Armando Monteiro (múltiplas candidaturas)”, lembrou Luciano Siqueira.

Durante a entrevista, o deputado estadual também comentou sobre a declaração do senador Humberto Costa de que “o PT não vai admitir que outros partidos da coalizão escolham o candidato petista à Prefeitura do Recife”. O parlamentar defendeu a posição do aliado. “Qualquer partido que se preze perde, no seio de uma Frente, sua identidade e autonomia quando desrespeita os trâmites internos dos outros partidos. Não acho que nenhum partido está querendo escolher o candidato do PT. Os partidos estão fazendo ponderações numa fase pré-eleitoral. Após o Carnaval haveremos de ouvir o que o PT tem a colocar”, pontuou o comunista.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247