Lúcio defende mãe e diz que Geddel é “ficha limpa”

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) disse que fica “incomodado” ao ver a mãe, Marluce Vieira Lima, envolvida no escândalo; ele também afirmou que o seu irmão, o ex-ministro de Temer, Geddel Vieira Lima (MDB), é “ficha limpa”; o trio virou réu por decisão do STF no caso dos R$ 51 milhões encontrados pela PF em um apartamento em Salvador ligado aos emedebistas

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) disse que fica “incomodado” ao ver a mãe, Marluce Vieira Lima, envolvida no escândalo; ele também afirmou que o seu irmão, o ex-ministro de Temer, Geddel Vieira Lima (MDB), é “ficha limpa”; o trio virou réu por decisão do STF no caso dos R$ 51 milhões encontrados pela PF em um apartamento em Salvador ligado aos emedebistas
O deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) disse que fica “incomodado” ao ver a mãe, Marluce Vieira Lima, envolvida no escândalo; ele também afirmou que o seu irmão, o ex-ministro de Temer, Geddel Vieira Lima (MDB), é “ficha limpa”; o trio virou réu por decisão do STF no caso dos R$ 51 milhões encontrados pela PF em um apartamento em Salvador ligado aos emedebistas (Foto: Voney Malta)

Brasil 247 – Acusados de associação criminosa e lavagem de dinheiro, o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) defendeu a mãe Marluce Vieira Lima e o seu irmão, o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (MDB), sobre os R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal em um apartamento em Salvador ligado aos emedebistas.O trio virou réu, em maio deste ano, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e responde pelos crimes associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Lúcio afirmou que fica “incomodado” ao ver a mãe envolvida no escândalo. “Quem conhece dona Marluce com toda certeza não acredita nisso. Uma senhora de 80 anos, que praticamente não se locomove, vai poder cometer qualquer coisa? Me perdoe. O que me incomoda mais é envolver minha mãe nisso. Vou para cima.

Sobre o irmão, Lúcio afirmou que Geddel é “ficha limpa”, já que não foi condenado pela Justiça. O ex-ministro está preso preventivamente desde setembro do ano passado no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

 Leia reportagem na íntegra de Rodrigo Daniel Silva no Tribuna da Bahia.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247