Lúcio Flávio diz que OAB-GO tem rombo de R$ 11 milhões

"Já podemos constatar que a Ordem possui endividamento muito grande. Até onde conseguimos levantar são R$ 7 milhões de dívidas vencidas e R$ 4 milhões a vencer em curtíssimo prazo", disse o novo presidente na 730; Lúcio Flávio foi questionado sobre a decisão do governo estadual de adotar a gestão por Organização Social nas escolas; "Vejo que essa questão precisa ser avaliada sem viés ideológico. Acredito que vale a pena a experiência para ver se melhora, como já temos uma melhoria na saúde. A OAB vai acompanhar e pode ser uma experiência muito válida"

"Já podemos constatar que a Ordem possui endividamento muito grande. Até onde conseguimos levantar são R$ 7 milhões de dívidas vencidas e R$ 4 milhões a vencer em curtíssimo prazo", disse o novo presidente na 730; Lúcio Flávio foi questionado sobre a decisão do governo estadual de adotar a gestão por Organização Social nas escolas; "Vejo que essa questão precisa ser avaliada sem viés ideológico. Acredito que vale a pena a experiência para ver se melhora, como já temos uma melhoria na saúde. A OAB vai acompanhar e pode ser uma experiência muito válida"
"Já podemos constatar que a Ordem possui endividamento muito grande. Até onde conseguimos levantar são R$ 7 milhões de dívidas vencidas e R$ 4 milhões a vencer em curtíssimo prazo", disse o novo presidente na 730; Lúcio Flávio foi questionado sobre a decisão do governo estadual de adotar a gestão por Organização Social nas escolas; "Vejo que essa questão precisa ser avaliada sem viés ideológico. Acredito que vale a pena a experiência para ver se melhora, como já temos uma melhoria na saúde. A OAB vai acompanhar e pode ser uma experiência muito válida" (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O advogado Lúcio Flávio de Paiva tomou posse na presidência da OAB Goiás no dia 1º e afirma que encontrou as contas da entidade tomadas por dívidas. Matéria no jornal Diário da Manhã no dia seguinte revelou que a OAB-GO tem um rombo de R$ 11 milhões. Nesta segunda-feira, Lúcio esteve na Rádio 730 e confirmou o déficit.

"Já podemos constatar que a Ordem possui um endividamento muito grande. Até onde conseguimos levantar são R$ 7 milhões de dívidas vencidas e R$ 4 milhões a vencer em curtíssimo prazo. Temos então o desafio de assumir um déficit de R$ 11 milhões e algo em torno de R$ 450 mil em caixa", disse o novo presidente.

Ao longo da campanha, o ex-presidente Enil Henrique afirmava que não havia déficit na entidade. "A gente fica espantado porque esperava um déficit, mas não desse tamanho", revela Lúcio. O atual comandante disse ainda que a Ordem tem 53% de suas receitas comprometidas com folha de pagamento, sendo que o Conselho Federal recomenda 30%.

"O CEL da OAB (clube e centro de lazer) gasta R$ 250 mil por mês para ser mantido. É preciso adotar uma política de austeridade, por exemplo em festas, que impactam muito orçamento. O Baile do Rubi teria custado R$ 1 milhão".

OS na educação estadual

Lúcio Flávio foi questionado sobre a decisão do governo estadual de adotar a gestão por Organização Social nas escolas. "Vejo que essa questão precisa ser avaliada sem viés ideológico. Acredito que vale a pena a experiência para ver se melhora, como já temos uma melhoria na saúde. A OAB vai acompanhar e pode ser uma experiência muito válida".

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247