Lúcio Vieira Lima pode assumir se Cunha cair

Opositor ferrenho da presidente Dilma Rousseff, o vice-líder do PMDB na Câmara, Lúcio Vieira Lima, surge na cotação dos possíveis sucessores do atual presidente da Casa, Eduardo Cunha, que está prestes a ser destituído do cargo (se não renunciar); no rol das especulações, o irmão de Geddel Vieira Lima agrada apoiadores e dissidentes de Cunha, mas seria considerado anti petista demais para o cargo; o baiano é visto como bom articulador, alguém que teria capacidade de transitar pela situação e pela oposição, apesar de ser desafeto declarado e agitador da bandeira do impeachment de Dilma

Opositor ferrenho da presidente Dilma Rousseff, o vice-líder do PMDB na Câmara, Lúcio Vieira Lima, surge na cotação dos possíveis sucessores do atual presidente da Casa, Eduardo Cunha, que está prestes a ser destituído do cargo (se não renunciar); no rol das especulações, o irmão de Geddel Vieira Lima agrada apoiadores e dissidentes de Cunha, mas seria considerado anti petista demais para o cargo; o baiano é visto como bom articulador, alguém que teria capacidade de transitar pela situação e pela oposição, apesar de ser desafeto declarado e agitador da bandeira do impeachment de Dilma
Opositor ferrenho da presidente Dilma Rousseff, o vice-líder do PMDB na Câmara, Lúcio Vieira Lima, surge na cotação dos possíveis sucessores do atual presidente da Casa, Eduardo Cunha, que está prestes a ser destituído do cargo (se não renunciar); no rol das especulações, o irmão de Geddel Vieira Lima agrada apoiadores e dissidentes de Cunha, mas seria considerado anti petista demais para o cargo; o baiano é visto como bom articulador, alguém que teria capacidade de transitar pela situação e pela oposição, apesar de ser desafeto declarado e agitador da bandeira do impeachment de Dilma (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Opositor ferrenho da presidente Dilma Rousseff, o vice-líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Lúcio Vieira Lima, surge na cotação dos possíveis sucessores do atual presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que está prestes a ser destituído do cargo (se não renunciar).

Segundo a coluna Satélite, do jornal Correio, o irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima agrada os apoiadores e dissidentes de Cunha, mas seria considerado anti petista demais para o cargo.

O deputado tem cautela ao comentar, mas não descarta a possibilidade. "Está saindo bastante nos jornais que no PMDB seria Picciani [deputado carioca Leonardo Picciani] ou eu. Mas é mera especulação, já que você só pode ser cotado para um cargo quando ele está vago e não é o caso".

Em entrevista ao Bahia Notícias, contudo, Lúcio Vieira Lima se mostra feliz com as 'especulações'. "Só em especular o meu nome eu já fico satisfeito. É sinal que estamos fazendo um bom trabalho".

Nos bastidores, o peemedebista baiano é visto como um bom articulador e que teria capacidade de transitar pela situação e oposição, apesar de ser desafeto declarado e agitador da bandeira do impeachment da presidente Dilma.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email