Lula: Brasil está pagando, cada centavo, séculos de dívidas com os negros

Ex-presidente foi o patrono de formatura dos estudantes da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), a 14ª universidade criada durante seu governo, na noite desta sexta-feira 18 em São Francisco do Conde, na Bahia; em seu discurso, ele ressaltou que "o preconceito é uma doença e temos que vencer" e afirmou que "o Brasil não está fazendo favor quando oferece bolsa de estudo. O Brasil está pagando cada centavo, séculos de dívidas"; "Enquanto eu tiver força eu irei lutar p/ que não haja nenhum corte nos benefícios que um jovem africano recebe para estudar nesse país", destacou

Ex-presidente foi o patrono de formatura dos estudantes da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), a 14ª universidade criada durante seu governo, na noite desta sexta-feira 18 em São Francisco do Conde, na Bahia; em seu discurso, ele ressaltou que "o preconceito é uma doença e temos que vencer" e afirmou que "o Brasil não está fazendo favor quando oferece bolsa de estudo. O Brasil está pagando cada centavo, séculos de dívidas"; "Enquanto eu tiver força eu irei lutar p/ que não haja nenhum corte nos benefícios que um jovem africano recebe para estudar nesse país", destacou
Ex-presidente foi o patrono de formatura dos estudantes da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), a 14ª universidade criada durante seu governo, na noite desta sexta-feira 18 em São Francisco do Conde, na Bahia; em seu discurso, ele ressaltou que "o preconceito é uma doença e temos que vencer" e afirmou que "o Brasil não está fazendo favor quando oferece bolsa de estudo. O Brasil está pagando cada centavo, séculos de dívidas"; "Enquanto eu tiver força eu irei lutar p/ que não haja nenhum corte nos benefícios que um jovem africano recebe para estudar nesse país", destacou (Foto: Gisele Federicce)

247 - O ex-presidente Lula destacou a importância do investimento em Educação em discurso na noite desta sexta-feira 18 durante formatura da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), da qual foi patrono, em São Francisco do Conde, na Bahia.

"Enquanto eu tiver força eu irei lutar para que não haja nenhum corte nos benefícios que um jovem africano recebe para estudar nesse país. Para a educação não há limites. É o mais importante investimento que um país pode fazer se quiser ser soberano", disse Lula, que cumprimentou um a um os estudantes que se formavam. 

A Unilab foi a 14ª universidade criada durante seu governo, quando o ministro da Educação era Fernando Haddad.

O petista disse ainda no evento que "o Brasil é uma extensão do continente africano que um dia a geologia separou. Mas nossos corações estão unidos". "O título de doutor honoris causa é o diploma de vocês. Levarei no meu coração o dia de hoje", destacou.

Lula também rebateu, em sua fala, o preconceito: "é uma doença e temos que vencer". E afirmou que "o Brasil não está fazendo favor quando oferece bolsa de estudo. O Brasil está pagando cada centavo, séculos de dívidas" (leia mais aqui).

Assista à íntegra de seu discurso:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247