Lula critica auxílio de Moro: enquanto isso, o povo está sem moradia

Em entrevista nesta terça-feira 6, o ex-presidente Lula criticou o auxílio-moradia pago a magistrados que têm imóvel próprio na cidade onde trabalham, entre eles o juiz Sergio Moro, que o condenou em primeira instância; Moro disse que o auxílio era uma compensação pela falta de reajuste da categoria; "Agora aprendi uma nova: o povo brasileiro que não tem aumento de salário, por favor, façam como juiz Moro e requeiram auxílio-moradia", ironizou Lula; "Como pode uma pessoa que recebe 30 mil requerer auxílio-moradia porque não teve aumento de salário, enquanto o povo está sendo despejado", completou

Em entrevista nesta terça-feira 6, o ex-presidente Lula criticou o auxílio-moradia pago a magistrados que têm imóvel próprio na cidade onde trabalham, entre eles o juiz Sergio Moro, que o condenou em primeira instância; Moro disse que o auxílio era uma compensação pela falta de reajuste da categoria; "Agora aprendi uma nova: o povo brasileiro que não tem aumento de salário, por favor, façam como juiz Moro e requeiram auxílio-moradia", ironizou Lula; "Como pode uma pessoa que recebe 30 mil requerer auxílio-moradia porque não teve aumento de salário, enquanto o povo está sendo despejado", completou
Em entrevista nesta terça-feira 6, o ex-presidente Lula criticou o auxílio-moradia pago a magistrados que têm imóvel próprio na cidade onde trabalham, entre eles o juiz Sergio Moro, que o condenou em primeira instância; Moro disse que o auxílio era uma compensação pela falta de reajuste da categoria; "Agora aprendi uma nova: o povo brasileiro que não tem aumento de salário, por favor, façam como juiz Moro e requeiram auxílio-moradia", ironizou Lula; "Como pode uma pessoa que recebe 30 mil requerer auxílio-moradia porque não teve aumento de salário, enquanto o povo está sendo despejado", completou (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - Em entrevista à Rádio Jornal, de Pernambuco, na manhã desta terça-feira 6, o ex-presidente Lula criticou o auxílio-moradia pago a magistrados que têm imóvel próprio na cidade onde trabalham, entre eles o juiz Sergio Moro, que o condenou em primeira instância pela Lava Jato no caso do triplex do Guarujá.

Questionado sobre o benefício, que foi noticiado pela Folha, Moro disse que o auxílio era uma compensação pela falta de reajuste da categoria.

Lula ironizou: "Agora aprendi uma nova: o povo brasileiro que não tem aumento de salário, por favor, façam como juiz Moro e requeiram auxílio-moradia. Ou façam como os procuradores, porque isso que está na imprensa”.

"Como pode uma pessoa que recebe 30 mil requerer auxílio-moradia porque não teve aumento de salário, enquanto o povo está sendo despejado, enquanto as pessoas que ganham um salário mínimo não têm mais Minha Casa, Minha Vida?", questionou o ex-presidente.

Lula afirmou ainda que vai "continuar acreditando no poder Judiciário", onde "tem muita gente honesta e trabalhadora". "Mas se alguém quer fazer política largue a profissão e dispute a eleição", criticou.

"Eu estou indignado com o que fez o TRF4 e vou brigar na Justiça para que seja reparado porque sou inocente. Vou continuar acreditando nas instâncias superiores para o bem desse país", afirmou. Ele declarou também que 'se disser que respeita' a decisão do TRF4, "a minha bisneta quando tiver 16 anos vai me chamar de covarde".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247