Lula faz novo pedido para voltar a ser interrogado sobre triplex

Defesa do ex-presidente reitera um pedido já feito no dia 11 de setembro ao desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF-4; Lula pediu para ser novamente interrogado no caso do triplex a três semanas do julgamento em segunda instância pelo tribunal de Porto Alegre; Gebran não tem prazo para decidir

Defesa do ex-presidente reitera um pedido já feito no dia 11 de setembro ao desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF-4; Lula pediu para ser novamente interrogado no caso do triplex a três semanas do julgamento em segunda instância pelo tribunal de Porto Alegre; Gebran não tem prazo para decidir
Defesa do ex-presidente reitera um pedido já feito no dia 11 de setembro ao desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF-4; Lula pediu para ser novamente interrogado no caso do triplex a três semanas do julgamento em segunda instância pelo tribunal de Porto Alegre; Gebran não tem prazo para decidir (Foto: Gisele Federicce)

247 - A defesa do ex-presidente Lula reiterou pedido para que ele seja novamente ouvido no processo do triplex.

Os advogados reiteram uma solicitação que já havia sido feita no dia 11 de setembro ao desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF-4, onde o julgamento se dará em segunda instância daqui a três semanas, no dia 24 de janeiro. Gebran não tem prazo para decidir.

A defesa de Lula alega que o ex-presidente teve seu direito de defesa violado durante o interrogatório feito em maio pelo juiz Sergio Moro, da Justiça Federal do Paraná, quando o caso era julgado em primeira instância.

Segundo os advogados, Lula foi alvo de "uma verdadeira inquisição", uma vez que Moro, segundo eles, se comportou como acusador, "cortando suas manifestações e impedindo-o de livremente se manifestar".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247