Lula vai à Paulista, desocupada depois de 40h

PT confirmou a presença do ex-presidente Lula no ato em defesa da democracia e do governo convocado para esta sexta-feira na avenida Paulista, em São Paulo; em ‘manual de orientação’, movimentos pró-impeachment incentivaram conflitos; omisso até a manhã de hoje, governador Geraldo Alckmin (PSDB) nada havia feito para liberar a via, ocupada já dois dias por manifestantes contra Dilma Rousseff; Tropa de Choque chegou depois de 40 horas para retirar o grupo, usando jatos d´água; "Tudo que nós queremos é que o governo do Estado, que é quem comanda as forças de segurança, aja neste ato da mesma forma que agiu no domingo passado", disse o presidente do PT-SP, Emídio de Souza; ataques fascistas contra simpatizantes do PT têm se multiplicado nos últimos dias

PT confirmou a presença do ex-presidente Lula no ato em defesa da democracia e do governo convocado para esta sexta-feira na avenida Paulista, em São Paulo; em ‘manual de orientação’, movimentos pró-impeachment incentivaram conflitos; omisso até a manhã de hoje, governador Geraldo Alckmin (PSDB) nada havia feito para liberar a via, ocupada já dois dias por manifestantes contra Dilma Rousseff; Tropa de Choque chegou depois de 40 horas para retirar o grupo, usando jatos d´água; "Tudo que nós queremos é que o governo do Estado, que é quem comanda as forças de segurança, aja neste ato da mesma forma que agiu no domingo passado", disse o presidente do PT-SP, Emídio de Souza; ataques fascistas contra simpatizantes do PT têm se multiplicado nos últimos dias
PT confirmou a presença do ex-presidente Lula no ato em defesa da democracia e do governo convocado para esta sexta-feira na avenida Paulista, em São Paulo; em ‘manual de orientação’, movimentos pró-impeachment incentivaram conflitos; omisso até a manhã de hoje, governador Geraldo Alckmin (PSDB) nada havia feito para liberar a via, ocupada já dois dias por manifestantes contra Dilma Rousseff; Tropa de Choque chegou depois de 40 horas para retirar o grupo, usando jatos d´água; "Tudo que nós queremos é que o governo do Estado, que é quem comanda as forças de segurança, aja neste ato da mesma forma que agiu no domingo passado", disse o presidente do PT-SP, Emídio de Souza; ataques fascistas contra simpatizantes do PT têm se multiplicado nos últimos dias (Foto: Roberta Namour)

247 - O PT confirmou a presença do ex-presidente Lula no ato em defesa da democracia e do governo convocado para esta sexta-feira na avenida Paulista, em São Paulo.

Em ‘manual de orientação’, movimentos pró-impeachment incentivaram conflitos. Omisso até esta manhã, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) nada havia feito para liberar a via, ocupada já há dois dias por manifestantes contra Dilma Rousseff.

Apenas depois de 40 horas, cerca de 9h15, a Tropa de Choque retirou os manifestantes, depois de ter 'negociado' com o grupo e usando jatos d´água. Um pequeno grupo resistiu a sair, e os PMs usaram bomba de efeito moral e spray de pimenta para dispersá-lo.

"Tudo que nós queremos é que o governo do Estado, que é quem comanda as forças de segurança, aja neste ato da mesma forma que agiu no domingo passado", disse o presidente do PT-SP, Emídio de Souza.

Ataques fascistas contra simpatizantes do PT têm se multiplicado nos últimos dias. Ontem, um adolescente levou socos na cabeça, tapas e chutes por ter gritado palavras contra o golpe.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247