"Lula vendeu até a alma para estar no poder"

Candidato do PSOL ao governo da Bahia, Marcos Mendes adota posição dura sobre financiamento privado de campanha e dispara artilharia pesada contra o PT e o ex-presidente Lula; Mendes faz paralelo do PT com o 'tsunami' Marina Silva (PSB); "Estou vendo a mesma história de Lula, que vendeu até a alma para estar no poder. Os juros absurdos aumentaram após o governo Lula, por conta desses financiamentos dos bancos e essas parcerias. Os candidatos estão nas mãos de grandes empresas e vão ficar reféns deles sempre"

Candidato do PSOL ao governo da Bahia, Marcos Mendes adota posição dura sobre financiamento privado de campanha e dispara artilharia pesada contra o PT e o ex-presidente Lula; Mendes faz paralelo do PT com o 'tsunami' Marina Silva (PSB); "Estou vendo a mesma história de Lula, que vendeu até a alma para estar no poder. Os juros absurdos aumentaram após o governo Lula, por conta desses financiamentos dos bancos e essas parcerias. Os candidatos estão nas mãos de grandes empresas e vão ficar reféns deles sempre"
Candidato do PSOL ao governo da Bahia, Marcos Mendes adota posição dura sobre financiamento privado de campanha e dispara artilharia pesada contra o PT e o ex-presidente Lula; Mendes faz paralelo do PT com o 'tsunami' Marina Silva (PSB); "Estou vendo a mesma história de Lula, que vendeu até a alma para estar no poder. Os juros absurdos aumentaram após o governo Lula, por conta desses financiamentos dos bancos e essas parcerias. Os candidatos estão nas mãos de grandes empresas e vão ficar reféns deles sempre" (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Candidato do PSOL ao governo da Bahia, Marcos Mendes adota posicionamento duro de seu partido acerca do financiamento privado de campanha e dispara artilharia pesada contra o PT, sobretudo contra o ex-presidente Lula. Mendes faz paralelo do PT com o 'tsunami' Marina Silva (PSB), que já aparece empatada com a presidente Dilma Rousseff nas pesquisa de intenção de voto.

"Estou vendo a mesma história de Lula, que vendeu até a alma para estar no poder. Os juros absurdos aumentaram após o governo Lula, por conta desses financiamentos dos bancos e essas parcerias. Os candidatos estão nas mãos de grandes empresas e vão ficar reféns deles sempre. Tenho certeza que a candidata do PSOL (Luciana Genro) jamais aceitaria um financiamento desse tipo", disse Marcos Mendes em entrevista à rádio Tudo FM.

Questionado sobre apoio do PSOL em possível segundo turno na disputa pelo governo da Bahia, Marcos Mendes surpreendeu afirmando que tem certeza de que estará na segunda etapa.

"Não existe essa discussão agora, pois nós estaremos lá. Os outros dois candidatos (Paulo Souto - DEM e Rui Costa - PT) discutem o mesmo projeto político, e se um deles levar, daqui há quatro anos estará tudo do mesmo jeito".

Ele defendeu sua candidatura elencando alguns dos problemas que ele considera mais grave no Estado. "A educação está completamente lapidada e sem respeito. A segurança não tem plano de carreira, não existe nada e tem uma formação muito ruim. O PSOL quer fazer um governo diferente e com participação popular".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247