Maceió: MP investiga excesso comissionados

O Ministério Público Estadual (MPE) converteu em inquérito civil público procedimento preparatório que apura irregularidades na contratação de servidores comissionados pela Prefeitura de Maceió; suspeita é de que o número de contratados sob essas condições é superior ao permitido por lei

O Ministério Público Estadual (MPE) converteu em inquérito civil público procedimento preparatório que apura irregularidades na contratação de servidores comissionados pela Prefeitura de Maceió; suspeita é de que o número de contratados sob essas condições é superior ao permitido por lei
O Ministério Público Estadual (MPE) converteu em inquérito civil público procedimento preparatório que apura irregularidades na contratação de servidores comissionados pela Prefeitura de Maceió; suspeita é de que o número de contratados sob essas condições é superior ao permitido por lei (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - O Ministério Público Estadual (MPE) converteu em inquérito civil público, nesta quinta-feira (26), um procedimento preparatório que apura irregularidades no número de servidores comissionados no Poder Executivo de Maceió. 

Segundo a portaria publicada nesta quinta-feira (26) no Diário Oficial do Estado e assinada pela promotora Marluce Caldas Bezerra, o quantitativo de servidores contratados sob essas condições é superior ao permitido por lei. 

A suposta irregularidade já vinha sendo apurada pelo MPE por meio de um procedimento preparatório. Agora, uma servidora do Ministério Público Estadual foi designada para atuar no inquérito civil público, sob a condição de secretária. 

A portaria considera a necessidade de realização de concurso público para o preenchimento de cargos no âmbito do Poder Executivo.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247