Maioria da bancada de AL votará pela cassação de Cunha

Alagoas tem nove deputados na Câmara Federal e cinco afirmam que vão votar pela cassação do ex-presidente da Casa Eduardo Cunha; em regra, os parlamentares que representam Alagoas acreditam que Eduardo Cunha quebrou o decoro ao mentir sobre a existência de contas em bancos localizados fora do Brasil; deputados João Henrique Caldas (PSB), Pedro Vilela (PSDB), Paulo Fernando (PT), Ronaldo Lessa (PDT) e Givaldo Carimbão (PHS) já têm uma posição tomada e votam pela cassação de Cunha

Brasília - Presidente da Câmara, Eduardo Cunha, recebe representantes de sete parlamentos estrangeiros, para a 6ª Reunião da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (Antonio Cruz/Agência Brasil)
Brasília - Presidente da Câmara, Eduardo Cunha, recebe representantes de sete parlamentos estrangeiros, para a 6ª Reunião da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (Antonio Cruz/Agência Brasil) (Foto: José Barbacena)

Alagoas 247 - O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) renunciou ao cargo de presidente da Câmara dos Deputados e agora está na mira da Casa para ser cassado. O portal Gazeta Web afirma que a maioria dos deputados alagoanos, cinco de um total de nove, deve votar pela cassação de Cunha. 

Em regra, os parlamentares que representam Alagoas acreditam que Eduardo Cunha quebrou o decoro ao mentir sobre a existência de contas em bancos localizados fora do Brasil.

Os deputados João Henrique Caldas (PSB), Pedro Vilela (PSDB), Paulo Fernando (PT), Ronaldo Lessa (PDT) e Givaldo Carimbão (PHS) já têm uma posição tomada e votam pela cassação de Cunha. O deputado Marx Beltrão (PMDB) declarou que, apesar de já ter posição definida sobre o tema, não vai revelar o voto agora.

Ele mostra uma tendência de votar seguindo o relatório que recomenda cassação. Já Arthur Lira (PP) não quis se manifestar, mas é considerado um grande aliado de Eduardo Cunha.

Val Amélio (PRTB) disse que ainda não conhece toda a peça acusatória contra Cunha, mas prometeu tomar uma posição em breve. Procurado por diversas vezes, o deputado Nivaldo Albuquerque (PRP) não quis se manifestar.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247