Maioria dos partidos ainda não sabe se vai coligar nas eleições proporcionais

Começou nesta quarta-feira o período de oficialização das candidaturas para prefeito, vice e vereador em todo o País, e em Salvador a maioria dos partidos continua sem definição sobre coligar ou entrar sozinhos na disputa pelas 43 vagas da Câmara Municipal; além do PSDB, que oficializou que não vai coligar, os que podem sair sozinhos são PSC, PHS, Solidariedade (SD), PMDB, PV, PSB, e PR

Começou nesta quarta-feira o período de oficialização das candidaturas para prefeito, vice e vereador em todo o País, e em Salvador a maioria dos partidos continua sem definição sobre coligar ou entrar sozinhos na disputa pelas 43 vagas da Câmara Municipal; além do PSDB, que oficializou que não vai coligar, os que podem sair sozinhos são PSC, PHS, Solidariedade (SD), PMDB, PV, PSB, e PR
Começou nesta quarta-feira o período de oficialização das candidaturas para prefeito, vice e vereador em todo o País, e em Salvador a maioria dos partidos continua sem definição sobre coligar ou entrar sozinhos na disputa pelas 43 vagas da Câmara Municipal; além do PSDB, que oficializou que não vai coligar, os que podem sair sozinhos são PSC, PHS, Solidariedade (SD), PMDB, PV, PSB, e PR (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Começou nesta quarta-feira (20) o período de oficialização das candidaturas para prefeito, vice e vereador em todo o País, e em Salvador a maioria dos partidos continua sem definição sobre coligar ou entrar na disputa pelas 43 vagas da Câmara Municipal sozinhos . 

Além do PSDB, que oficializou na segunda-feira (18) que não vai coligar, entre os partidos da base do prefeito ACM Neto (DEM), é esperado que PSC, PHS e Solidariedade (SD) marchem sozinhos. O PMDB, que também pleiteia a vice de ACM Neto, pode sair sozinho ou coligar com o DEM na proporcional.

PML e PRB já anunciaram que coligarão com o DEM. Já o PPS e o PTB vão sair juntos. O PV, por sua vez, ainda não decidiu. Tem dificuldade de encontrar um partido para se coligar.

Outro partido disposto a sair sem coligação nas eleições para vereadores é o PSB, da senadora Lídice da Mata. Na majoritária, o partido desistiu de lançar Lídice e declarou apoio à pré-candidatura da deputada federal Alice Portugal, do PC do B.

Em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, o presidente municipal do PSB, Waldemar Oliveira, afirmou que a legenda "com certeza" não fará coligação com o PT, o que automaticamente complica a possibilidade de coligar com o PC do B, que deve fechar com os petistas também na proporcional. Ele, contudo, afirma que é possível que o partido não coligue na disputa pelas 43 cadeiras da Câmara de Vereadores.

"Ainda não há uma definição. Nós estamos conversando com o PSD e tem também o PSL (no leque de possibilidades). Tem até também o PCdoB, que ainda não definiu seu posicionamento nas proporcionais. Certeza nós temos de que não vamos coligar com o PT, porque os candidatos deles são muito diferentes do perfil dos candidatos do PSB. Os candidatos do PT são mais robustos por causa, sobretudo, de sua ligação forte com sindicalistas e líderes comunitários", disse Waldemar.

O presidente do PSB em Salvador avalia que não seria ruim para o partido disputar as eleições sem coligação. "Estamos absolutamente preparados para sair sozinhos. Saímos em 2012 e elegemos dois vereadores. Se não for possível coligar com nenhum aliado, isso não será problema, porque o PSB tem um histórico com o eleitorado de Salvador", disse o dirigente socialista.

Outra legenda que podia disputar as eleições para Câmara sem coligar é o PDT, mas a decisão da direção do partido mudou. O presidente do PDT na Bahia, deputado federal Félix Mendonça Junior, afirma que não há mais possibilidade de a sigla sair sozinha.

"Já estamos fechados com o PROS. Reunimos as lideranças do PDT e deles e decidimos que essa coligação será proveitosa para os dois partidos", disse Félix Junior. O líder pedetista afirmou que o PR também pode entrar na coligação. Na atual legislatura, o PDT tem apenas o vereador Odiosvaldo Vigas.

Na majoritária, o PR coloca como candidato o ex-prefeito João Henrique, mas nos bastidores se diz que o partido pode lançá-lo como candidato a vereador se não conseguir apoio para encabeçar uma chapa ou mesmo conquistar a vaga de vice de algum aliado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247