Mais um caso de racismo no Liverpool

No primeiro jogo de suspenso de Suarez, torcida ofende Tom Adeyemi, jogador negro do time adversrio

Mais um caso de racismo no Liverpool
Mais um caso de racismo no Liverpool (Foto: Phil Noble/REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

No primeiro jogo sem Luis Suárez, que começa a cumprir pena de oito jogos de suspensão por racismo, a torcida do Liverpool proporcionou mais um caso de supostas ofensas raciais. O fato ocorreu na partida desta sexta-feira, em que o time de Steven Gerrard venceu o Oldham, da terceira divisão, por 5 a 1, em jogo válido pela terceira fase da Copa da Inglaterra, em Anfield Road sua casa.

As imagens da partida mostram que, a cerda de dez minutos do fim do jogo, o zagueiro Tom Adeyemi se dirigiu a torcedores que estavam atrás do gol defendido pelo goleiro do Oldham e começou a discutir com eles. O jogador negro, de apenas 20 anos, precisou ser acalmado pelo árbitro do jogo, por jogadores do seu time e também do Liverpool - principalmente o holandês Kuyt e o capitão Gerrard.

Visivelmente bravo e com cara de chateação, o jogador apontava em direção a torcedores que usavam camisetas em defesa de Luis Suárez, acusado de ter proferido ofensas racistas contra Patrick Evra, do Manchester United, em um clássico jogado em outubro. Enquanto tudo isso acontecia, a torcida vaiava e cantava música em homenagem ao uruguaio.

Testemunhas da própria torcida do Liverpool disseram ao jornal inglês The Guardian terem ouvido uma voz se dirigir a Adeyemi com a frase: "You fucking black bastard", uma ofensa que não tem tradução para o português. "Ele (Adeyemi) girou o rosto com uma cara de choque e começou a apontar para a arquibancada, do lugar de onde veio a ofensa", disse a testemunha.

O jogador do Oldham deixou Anfield Road direto para o distrito policial, onde prestou queixa por racismo. A polícia diz que efetuou prisões durante a partida, mas não relacionada a preconceito racial. O Liverpool, Oldham e a Federação Inglesa já anunciaram que irão apurar os fatos.

O técnico do Oldham, Paul Dickov, disse não ter conversado com Adeyemi no vestiário, mas relatou que o comportamento do jogador lhe causou estranheza. "No meu ponto de vista, alguma cosia aconteceu. Ele é um garoto calmo, bem educado e com um temperamento fantástico. Eu nunca vi ele levantar a voz, então para ele ter uma reação como aquela, alguma coisa deve ter acontecido", disse o treinador, que elogiou a postura dos "fantásticos profissionais" do Liverpool, que prontamente se preocuparam em acalmar o garoto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email