Manuela critica “falta de compromisso” do governo Temer com as mulheres

"Depois da mortalidade infantil, o Brasil voltou a aumentar os índices de morte materna, mostrando a falta de compromisso do Governo Federal com as mulheres - já que essas ocorrências são resultado de uma somatória de erros e demora na assistência", afirmou a deputada estadual pelo pelo PCdoB-RS

Manuela critica “falta de compromisso” do governo Temer com as mulheres
Manuela critica “falta de compromisso” do governo Temer com as mulheres (Foto: Stuckert)

Rio Grande do Sul 247 - A deputada estadual Manuela D'Ávila (PCdoB) criticou o governo Michel Temer por causa do aumento da mortalidade materna em 2016.

"Depois da mortalidade infantil, o Brasil voltou a aumentar os índices de morte materna, mostrando a falta de compromisso do Governo Federal com as mulheres - já que essas ocorrências são resultado de uma somatória de erros e demora na assistência", afirmou a parlamentar no Twitter.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, caiu 56% desde 1990 e teve leve alta em 2013. Voltou a cair em 2015.

Em 2000, o Brasil fez um pacto para baixar em 75% as mortes maternas até 2015 dentro dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, fixados pela ONU com apoio de 191 países. A meta era se limitar a 35 óbitos por 100 mil nascidos vivos. Mas em 2015 a taxa ficou em 62 por 100 mil nascidos vivos (redução de 57%) e, em 2016, subiu para 64,4.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247