Manuela: não acho que candidatura de Lula é inviável

"Não acho que a candidatura do Lula é inviável nem é óbice pra união desse movimento. Ele é o 1º colocado de todas as pesquisas. Então como que o 1º colocado pode ser o problema para a unidade?", disse a presidenciável do PCdoB, Manuela D'Ávila

Manuela: não acho que candidatura de Lula é inviável
Manuela: não acho que candidatura de Lula é inviável (Foto: Stuckert)

Rio Grande do Sul 247 - A pré-candidata à presidência da República pelo PCdoB, Manuela D'Ávila, mostrou seu otimismo com uma possível candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto.

"Não acho que a candidatura do Lula é inviável nem é óbice pra união desse movimento. Ele é o 1º colocado de todas as pesquisas. Então como que o 1º colocado pode ser o problema para a unidade?", disse ela à Band.

"Para nós é muito importante vencer a eleição. Ñ sob uma perspectiva individual. Por isso q automaticamente disse q se o problema fosse a minha candidatura, eu sairia. Mas por que é importante? Para barrar esse projeto que está em curso", acrescentou.

Segundo a presidenciável, "existem dois caminhos para o BR: um de manutenção de reformas que o Temer executa - sei que outros candidatos tentam fugir do Temer, mas o seu fantasma programático rondará - e um outro projeto com outro conjunto de reformas".

A pré-candidata voltou a defender corte de privilégios. "É necessário analisar qual o tamanho real do déficit da previdência e da sonegação também. Enfrentaremos isso cortando o benefício de quem recebe um salário mínimo ou quem recebe privilégios? Precisamos cortar privilégios", continuou. 

De acordo com Manuela, "o centro da pauta, para nós, é como retomar o crescimento da economia. O enfrentamento do déficit se dará por aí. Só com a capacidade de investimento público. E para isso precisamos de uma reforma tributária".

"É necessário analisar qual o tamanho real do déficit da previdência e da sonegação também. Enfrentaremos isso cortando o benefício de quem recebe um salário mínimo ou quem recebe privilégios? Precisamos cortar privilégios", complementou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247