Manuela: por que não podemos avaliar o trabalho dos juízes? Juiz não é Deus

Em vídeo, a deputada estadual Manuela D´Ávila rebate críticas sobre a organização, da qual ela participa, de um Tribunal Popular que será realizado no dia 23 de janeiro em Porto Alegre, na véspera do julgamento de Lula pelo TRF4; "Eu sou deputada, todo mundo pode falar de mim ou de outro deputado. Isso não significa que estão questionando a existência do Poder Legislativo. Então, por que a gente não pode avaliar o trabalho dos juízes? Claro que pode. Juiz não é Deus. Faz parte da democracia", destacou; assista

Manuela: por que não podemos avaliar o trabalho dos juízes? Juiz não é Deus
Manuela: por que não podemos avaliar o trabalho dos juízes? Juiz não é Deus (Foto: Nabor Goulart/Agencia Freelancer)

Rio Grande do Sul 247 - A deputada estadual Manuela D´Ávila (PCdoB-RS) divulgou um vídeo em que esclarece a organização de um Tribunal Popular na noite de 23 de janeiro em Porto Alegre, véspera do julgamento do ex-presidente Lula em segunda instância pelo TRF4.

Ela rebate um vídeo "absolutamente mentiroso" que vem sendo divulgado sobre ela em relação a esse Tribunal Popular. "Isso é bastante comum", esclarece. "Acontece no mundo inteiro, quando se debate a ação de determinados setores do Judiciário".

"Eu sou deputada, todo mundo pode falar de mim ou de outro deputado", exemplifica. "Isso não significa que estão questionando a existência do Poder Legislativo. Da mesma forma o Poder Executivo", acrescentou, lembrando que defende o 'Fora, Temer', mas nem por isso o fim do Poder Executivo.

"Então, por que a gente não pode avaliar o trabalho dos juízes? Claro que pode. Juiz não é Deus. Faz parte da democracia", destacou. Assista:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247