Manuela: “Temer é um fantasma que representa um projeto e procura reencarnar”

A presidenciável Manuela D'Ávila (PCdoB) disse, em Salvador, que todos os candidatos de direita representam o mesmo projeto político de Temer (MDB); para ela, o presidente rejeitado pelo povo não representa a si mesmo, mas pode ser um fantasma que representa um projeto, “e esse fantasma está procurando reencarnar e tem vários corpos à disposição a partir de um projeto, que é de destruição do país”

A presidenciável Manuela D'Ávila (PCdoB) disse, em Salvador, que todos os candidatos de direita representam o mesmo projeto político de Temer (MDB); para ela, o presidente rejeitado pelo povo não representa a si mesmo, mas pode ser um fantasma que representa um projeto, “e esse fantasma está procurando reencarnar e tem vários corpos à disposição a partir de um projeto, que é de destruição do país”
A presidenciável Manuela D'Ávila (PCdoB) disse, em Salvador, que todos os candidatos de direita representam o mesmo projeto político de Temer (MDB); para ela, o presidente rejeitado pelo povo não representa a si mesmo, mas pode ser um fantasma que representa um projeto, “e esse fantasma está procurando reencarnar e tem vários corpos à disposição a partir de um projeto, que é de destruição do país” (Foto: Voney Malta)

Bahia 247 – Durante entrevista coletiva na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba), nesta segunda-feira (11), a pré-candidata do PCdoB ao Palácio do Planalto, Manuela D'Ávila, afirmou todos os candidatos de direita representam o mesmo projeto político do presidente Michel Temer (MDB). E, para ela, esse grupo está em maus lençóis porque há” uma grande unidade no Brasil em torno do ‘fora, Temer’. Mas a gente precisa saber o que é o ‘fora, Temer’’”.

Segundo Manuela, Temer não representa a si mesmo e pode ser um fantasma que representa um projeto, “e esse fantasma está procurando reencarnar”.

“Tem vários corpos à disposição para ele reencarnar a partir de um projeto, que é um projeto de destruição do Brasil, de retirada de um conjunto de direitos do nosso povo. “Esse fantasma de Temer, do neoliberalismo, ultraconservador, vai tentar reencarnar em algum corpo para tentar tornar essa candidatura competitiva, avaliou a comunista.

Ela disse ainda que não acredita em união da esquerda no primeiro turno e evitou opinar obre o que achava de o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), ser o plano B de Lula nas eleições de outubro.

Leia aqui a reportagem na íntegra de Henrique Brinco e Guilherme Reis publicada no Tribuna da Bahia.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247