Mão Santa é acusado de xingar professores de vagabundos e ladrões

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, é acusado de xingar de vagabundos e ladrões funcionários da Escola Municipal Francisca Borges dos Reis, no Bairro Frei Higino; quando o chefe do executivo chegou à escola, em visita surpresa, os alunos haviam sido liberados, porque estava sendo organizado um bingo beneficente com o objetivo de arrecadar dinheiro para a realização de um exame em uma aluna, solicitado pelo médico em consequência de um problema dermatológico.

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, é acusado de xingar de vagabundos e ladrões funcionários da Escola Municipal Francisca Borges dos Reis, no Bairro Frei Higino; quando o chefe do executivo chegou à escola, em visita surpresa, os alunos haviam sido liberados, porque estava sendo organizado um bingo beneficente com o objetivo de arrecadar dinheiro para a realização de um exame em uma aluna, solicitado pelo médico em consequência de um problema dermatológico.
O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, é acusado de xingar de vagabundos e ladrões funcionários da Escola Municipal Francisca Borges dos Reis, no Bairro Frei Higino; quando o chefe do executivo chegou à escola, em visita surpresa, os alunos haviam sido liberados, porque estava sendo organizado um bingo beneficente com o objetivo de arrecadar dinheiro para a realização de um exame em uma aluna, solicitado pelo médico em consequência de um problema dermatológico. (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí 247 - O prefeito de Parnaíba, Mão Santa, é acusado de xingar de vagabundos e ladrões funcionários da Escola Municipal Francisca Borges dos Reis, no Bairro Frei Higino. Áudios compartilhados em redes sociais e whatsApp confirmam o ocorrido.

Quando o chefe do executivo chegou à escola na última sexta-feira (18), em visita surpresa, os alunos haviam sido liberados, porque estava sendo organizado um bingo beneficente com o objetivo de arrecadar dinheiro para a realização de um exame em uma aluna, solicitado pelo médico em consequência de um problema dermatológico.

Ao ver os alunos fora da sala de aula, o prefeito deu início aos xingamentos, sem se informar sobre que estava acontecendo. O bingo foi cancelado.

“É um ato lamentável, que ocorreu dentro do município de Parnaíba. Onde os trabalhadores em educação daquela escola foram ofendidos como ladrões, vagabundos e vagabundas, isso é lamentável. Nós vamos colocar nota de repúdio ao prefeito, pelo fato dele ter entrado na escola e ter ofendido trabalhadores em educação que estavam mobilizando um ato em favor de uma mãe, que faz parte daquela comunidade escolar. Dentro do nosso projeto pedagógico nós já colocamos a comunidade dentro da escola. Foi um ato insano do prefeito, que não quis ouvir quem estava lá. Simplesmente chegou, falou e gritou, como se fosse o dono da verdade, o dono da razão”, lamenta a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação em Parnaíba, Nadja Araújo. Seu relato foi publicada no site Cidade Verde.

À imprensa, o prefeito negou ter xingado. "Sou educado. O que eu disse é que estão roubando a educação, roubando o futuro das crianças pobres, com a suspensão das aulas'", diz o texto.

“O governo municipal está pagando bem os professores, a água a luz e a merenda escolar das escolas. Nada justifica a dispensa dos alunos fora do horário”, enfatizou.

O prefeito informou, ainda, que tomou a atitude de demitir a diretora da Escola para servir de exemplo, “mas fiz com o coração partido, porque quero que o meu município tenha escolas modelos. Ainda existem muitas reclamações, e isso eu não vou permitir. A nossa Escola Pública tem que ser melhor que a escola privada”, enfatizou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247