Marcelo destaca participação da população no PPA

Após percorrer sete regiões, as discussões do Plano Plurianual (PPA) dos próximos quatros anos chegaram ao fim nesta segunda-feira, 19, com a participação dos moradores do centro-oeste do Estado, que se reuniram no município de Lagoa da Confusão; "Nestes encontros, cada um demonstrou sua convicção e o que ele quer para o seu município. Estamos no caminho ideal para atender às demandas que temos no Estado", enfatizou o governador Marcelo Miranda (PMDB)

Após percorrer sete regiões, as discussões do Plano Plurianual (PPA) dos próximos quatros anos chegaram ao fim nesta segunda-feira, 19, com a participação dos moradores do centro-oeste do Estado, que se reuniram no município de Lagoa da Confusão; "Nestes encontros, cada um demonstrou sua convicção e o que ele quer para o seu município. Estamos no caminho ideal para atender às demandas que temos no Estado", enfatizou o governador Marcelo Miranda (PMDB)
Após percorrer sete regiões, as discussões do Plano Plurianual (PPA) dos próximos quatros anos chegaram ao fim nesta segunda-feira, 19, com a participação dos moradores do centro-oeste do Estado, que se reuniram no município de Lagoa da Confusão; "Nestes encontros, cada um demonstrou sua convicção e o que ele quer para o seu município. Estamos no caminho ideal para atender às demandas que temos no Estado", enfatizou o governador Marcelo Miranda (PMDB) (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - Após percorrer sete regiões, as discussões do Plano Plurianual (PPA) dos próximos quatros anos chegaram ao fim nesta segunda-feira, 19, com a participação dos moradores do centro-oeste do Estado, que se reuniram no município de Lagoa da Confusão. Durante solenidade no Colégio Estadual de Lagoa da Confusão, o governador Marcelo Miranda (PMDB) elogiou a participação da sociedade, que marcou presença e deu importantes contribuições.

"Encerramos hoje essa missão com o sentimento do dever cumprido. Foi muito importante ouvir a todos. Nestes encontros, cada um demonstrou sua convicção e o que ele quer para o seu município. Estamos no caminho ideal para atender às demandas que temos no Estado", enfatizou o governador ao agradecer a participação da população e o trabalho da equipe de governo. "Esse é mais um exemplo de que a nossa administração será mais próximo do cidadão tocantinense", afirmou. 

Na ocasião, o governador falou das ações do Governo na região, como a manutenção das rodovias pavimentadas. O governador citou trechos como o de Nova Rosalândia a Cristalândia, uma extensão de 31 quilômetros, que vem sendo restaurado, restando apenas 10 quilômetros para ser concluído.

O encontro contou com a presença de várias autoridades e líderes políticos, como a vice-governadora Cláudia Lelis (PV), o presidente da Assembleia Legislativa, Osires Damaso (DEM), o senador Donizeti Nogueira (PT) e o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Manoel Pires. 

Para Neto Lino (PSD), prefeito da cidade anfitriã do encontro, o PPA só funciona com a participação de todos os setores, ouvindo as necessidades de cada município e região. "Fazer o PPA ouvindo a todos se pode extrair um documento que vai sintetizar o que realmente é importante para o desenvolvimento da região. Essa discussão perto das bases é fundamental. É uma iniciativa muito importante que faz com que o povo tenha voz", ressaltou.

O secretário de Estado do Planejamento e Orçamento, David Torres, lembrou que este é o último encontro regional. "Teremos outros encontros, mas só para validação das discussões", explicou ao reforçar que tudo o que foi discutido nas audiências públicas pode ser acompanhado no site daSecretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan) – www.seplan.to.gov.br/site.

O presidente do TCE, conselheiro Manoel Pires, reforçou o trabalho em conjunto do órgão com o Governo do Estado. "Quando se fala em PPA, em plano estratégico, o Tribunal de Contas vai estar junto. No estudo, na elaboração, e realmente na viabilidade da aplicação dos recursos dentro do que realmente tem que ser implementado. E somente com reuniões dessa natureza, com a sociedade, é que realmente iremos direcionar o recurso público de maneira mais correta e proveitosa", destacou.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email