'Marco Civil precisa de debate mais amplo'

A senadora Ana Amélia (PP-RS) observou que o texto referente ao Marco Civil da Internet já recebeu mais de 40 emendas de plenário; a própria parlamentar propôs uma emenda para estimular provedores da internet a fornecer informações interativas e simplificadas sobre a política de privacidade na rede mundial de computadores; "Isso evitará que longos documentos com detalhes sobre políticas de privacidade dificultem ou piorem a navegação"

Senadora Ana Amélia (PP-RS) cobra respeito a direitos de pessoas com câncer
Senadora Ana Amélia (PP-RS) cobra respeito a direitos de pessoas com câncer (Foto: Leonardo Lucena)

Agência Senado - A senadora Ana Amélia (PP-RS) disse nesta terça-feira (22) que o marco civil da internet precisa de um debate mais amplo no Plenário. Ela observou que o texto (PLC 21/2014) já recebeu mais de 40 emendas de plenário. O marco civil da internet deve ser votado esta semana no Senado. Se for modificado o texto terá de voltar a ser nova votação na Câmara dos Deputados.

A própria senadora Ana Amélia propôs uma emenda ao projeto para estimular provedores da internet a fornecer informações interativas e simplificadas sobre a política de privacidade na rede mundial de computadores.

- Isso evitará que longos documentos com detalhes sobre políticas de privacidade dificultem ou piorem a navegação.
Na opinião de Ana Amélia, o marco civil da internet precisa contemplar melhorias e avanços que permitam o livre acesso aos usuários e o pleno desenvolvimento das empresas digitais, inclusive micro e pequenas empresas, sem ferir a privacidade dos indivíduos e sem censura.

Menino Bernardo

Ana Amélia também expressou indignação com o assassinato, no Rio Grande do Sul, do menino Bernardo Boldrini, de 11 anos. Ela pediu punição severa para os assassinos. Segundo a polícia gaúcha, a madrasta, Graciele Ugulini, e uma amiga, Edelvania Wirganovicz, teriam matado o garoto. Há também suspeitas de envolvimento no crime do pai do menino, Leandro Boldrini. Os três estão presos.

Ana Amélia comentou que o pai foi a uma festa durante o período em que a criança esteve desaparecida e, para a senadora, isso é no mínimo suspeito.

- Todos sofrem e todos sentem o bárbaro assassinato do nosso Bernardo Uglione Boldrini. Não há pena que possa fazer com que essas assassinas e esse assassino paguem pelo mal que fizeram. Nós temos as leis, e precisamos é que a justiça seja feita, que a justiça seja executada exemplarmente.
A senadora lamentou também lamentou a morte do locutor esportivo Luciano do Valle, de 66 anos, ocorrida no último sábado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247