Marco Maia: ‘vamos realizar o maior 1º de maio da história do Brasil’

Em vídeo, deputado Marco Maia (PT-RS) convocou a população brasileira a ir às ruas na próxima terça-feira (1), Dia do Trabalho, para protestar contra a prisão do ex-presidente Lula; "Vamos realizar o maior 1º de maio da história do Brasil"; segundo o congressista, os tiros contra o Acampamento Marisa Letícia demonstram o "desespero dos golpistas e fascistas que não acreditavam que teria tanta resistência contra a prisão de Lula"; assista

Em vídeo, deputado Marco Maia (PT-RS) convocou a população brasileira a ir às ruas na próxima terça-feira (1), Dia do Trabalho, para protestar contra a prisão do ex-presidente Lula; "Vamos realizar o maior 1º de maio da história do Brasil"; segundo o congressista, os tiros contra o Acampamento Marisa Letícia demonstram o "desespero dos golpistas e fascistas que não acreditavam que teria tanta resistência contra a prisão de Lula"; assista
Em vídeo, deputado Marco Maia (PT-RS) convocou a população brasileira a ir às ruas na próxima terça-feira (1), Dia do Trabalho, para protestar contra a prisão do ex-presidente Lula; "Vamos realizar o maior 1º de maio da história do Brasil"; segundo o congressista, os tiros contra o Acampamento Marisa Letícia demonstram o "desespero dos golpistas e fascistas que não acreditavam que teria tanta resistência contra a prisão de Lula"; assista (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247- O deputado federal Marco Maia (PT-RS) convocou a população brasileira a ir às ruas na próxima terça-feira (1), Dia do Trabalho, para protestar contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Vamos realizar o maior 1º de maio da história do Brasil", afirmou.

De acordo com o parlamentar, "Lula está sendo punido por ser aquele que tem condições de melhorar a vida do povo".

O congressista afirmou que os tiros contra o Acampamento Marisa Letícia demonstram o "desespero dos golpistas e fascistas que não acreditavam que teria tanta resistência contra a prisão de Lula". "Não vamos esmorecer. Não vamos tolerar este tipo de atitude fascista".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247