Marconi diz lutar para que governo Dilma deixe crise

Governador novamente coloca em prática discurso republicano para comentar a crise enfrentada pela presidente Dilma Rousseff; nesta quarta-feira, durante bate-papo ao vivo com internautas, o tucano falou que a "crise econômica não interessa a ninguém" e usou o termo "espírito colaborativo" para defender a reunião dos governadores com Dilma; "Queremos ter um ciclo virtuoso de crescimento. A gente torce e trabalha para o que o governo federal tenha governabilidade, saia da crise e monte uma agenda de desenvolvimento. A crise econômica não interessa a ninguém; gera desemprego, desânimo"

Governador novamente coloca em prática discurso republicano para comentar a crise enfrentada pela presidente Dilma Rousseff; nesta quarta-feira, durante bate-papo ao vivo com internautas, o tucano falou que a "crise econômica não interessa a ninguém" e usou o termo "espírito colaborativo" para defender a reunião dos governadores com Dilma; "Queremos ter um ciclo virtuoso de crescimento. A gente torce e trabalha para o que o governo federal tenha governabilidade, saia da crise e monte uma agenda de desenvolvimento. A crise econômica não interessa a ninguém; gera desemprego, desânimo"
Governador novamente coloca em prática discurso republicano para comentar a crise enfrentada pela presidente Dilma Rousseff; nesta quarta-feira, durante bate-papo ao vivo com internautas, o tucano falou que a "crise econômica não interessa a ninguém" e usou o termo "espírito colaborativo" para defender a reunião dos governadores com Dilma; "Queremos ter um ciclo virtuoso de crescimento. A gente torce e trabalha para o que o governo federal tenha governabilidade, saia da crise e monte uma agenda de desenvolvimento. A crise econômica não interessa a ninguém; gera desemprego, desânimo" (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O governador Marconi Perillo (PSDB) novamente pôs em prática seu discurso republicano ao comentar a crise enfrentada pela presidente Dilma Rousseff (PT). Nesta quarta-feira, durante bate-papo ao vivo com internautas, o tucano falou que a "crise econômica não interessa a ninguém" e usou o termo "espírito colaborativo" para defender a reunião dos governadores com Dilma.

"Queremos ter um ciclo virtuoso de crescimento. A gente torce e trabalha para o que o governo federal tenha governabilidade, saia da crise e monte uma agenda de desenvolvimento. A crise econômica não interessa a ninguém; gera desemprego, desânimo".

Marconi falou do papel dos governadores nessa ajuda ao governo federal, mas ressaltou que os Estados também precisam de contrapartidas. "Temos que oferecer soluções para que a crise seja resolvida. É necessário espírito colaborativo pelo bem do Brasil, pois os estados estão todos em situação difícil. Mas, o governo federal não pode criar gastos para que o estados paguem a conta".

Goiás apresenta números positivos na economia mesmo com a crise e Marconi afirmou aos internautas que o cenário tem tudo para melhorar se o Brasil se recuperar. "Goiás é um estado muito dinâmico, mas não somos uma ilha. O Brasil precisa voltar a crescer. Estamos na expectativa de que os ajustes sejam feitos".

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email