Marconi está a 16 mil votos de vitória no 1° turno

Pesquisa Fortiori/Jornal Opção revela que cresceu para 16 pontos percentuais a vantagem do governador tucano, que aparece com 41%, sobre o segundo colocado, o peemedebista Iris Rezende, que tem 25%; o ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso (PSB), oscilou um ponto para baixo na comparação com a última rodada da pesquisa e cravou 7%; na quarta colocação está o ex-prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), também com 7%; na soma dos votos válidos, Marconi alcança 49,5%

Pesquisa Fortiori/Jornal Opção revela que cresceu para 16 pontos percentuais a vantagem do governador tucano, que aparece com 41%, sobre o segundo colocado, o peemedebista Iris Rezende, que tem 25%; o ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso (PSB), oscilou um ponto para baixo na comparação com a última rodada da pesquisa e cravou 7%; na quarta colocação está o ex-prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), também com 7%; na soma dos votos válidos, Marconi alcança 49,5%
Pesquisa Fortiori/Jornal Opção revela que cresceu para 16 pontos percentuais a vantagem do governador tucano, que aparece com 41%, sobre o segundo colocado, o peemedebista Iris Rezende, que tem 25%; o ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso (PSB), oscilou um ponto para baixo na comparação com a última rodada da pesquisa e cravou 7%; na quarta colocação está o ex-prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), também com 7%; na soma dos votos válidos, Marconi alcança 49,5% (Foto: Realle Palazzo-Martini)

247 - Pesquisa realizada pelo instituto Fortiori e publicada pelo Jornal Opção neste domingo (31) mostra que o governador e candidato a reeleição Marconi Perillo (PSDB) abriu 16 pontos percentuais de vantagem sobre o segundo colocado, o ex-governador, Iris Rezende (PMDB), e está a 16 mil votos de liquidar a fatura no primeiro turno. Marconi aparece com 41% das intenções de voto, enquanto Iris tem 25%.

O ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso (PSB), oscilou um ponto para baixo na comparação com a última rodada da pesquisa e cravou 7%. Na quarta colocação está o ex-prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), também com 7%. Os demais candidatos representam 2%. Indecisos somam 11%. Pretendem votar nulo ou em branco 7%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Votos válidos

Descontados os votos brancos, nulos e os indecisos, constata-se que Marconi tem 49,5% dos votos válidos. Ou seja: precisa de mais meio ponto percentual para vencer no 1° turno (16 mil votos). Importante lembrar que a Justiça Eleitoral leva em conta apenas os votos válidos no cômputo final da eleição.

Desde abril deste ano, Marconi cresceu sete pontos percentuais. Largou com 34%; chegou a 37% em junho; 38% em julho; o mesmo resultado no começo de agosto; e 41% no final deste mês. Iris começou com 29%. Chegou a 30% dois meses depois; caiu para 28% em julho; 26% no começo de agosto e agora 25%. Vanderlan tinha 14% na primeira rodada, mas logo na pesquisa seguinte já apareceu com 9%. Em julho chegou a 8% e, desde então, perdeu mais um ponto. Gomide, que tinha 9% em abril, caiu para 7% e junho e estagnou.

Na espontânea, em que o eleitor decide sem a ajuda da cartela com o nome dos candidatos, Marconi cresceu sete pontos. Ou seja: a maioria dos indecisos que tomou parte no debate eleitoral no mês de agosto optou por votar no tucano. Ele tem 31% contra 15% de Iris. Vanderlan e Gomide vêm na sequência com 4% e 3% respectivamente. Ainda não sabem em quem votar 38%. Brancos e nulos, 8%.

O instituto Fortiori perguntou ao eleitor qual candidato tem mais chance de vitória, independente de quem ele for votar. Para 63%, Marconi será reeleito. Apenas 16% acreditam na vitória do candidato do PMDB. Apostam na eleição de Gomide e Vanderlan 4% e 2%, respectivamente. Não souberam ou não quiseram responder 14%.

Programa de TV

Na opinião de 51% dos eleitores, o governador Marconi Perillo (PSDB) apresentou o melhor programa no horário eleitoral gratuito. É o que mostra a primeira rodada da pesquisa Fortiori realizada desde o início da propaganda dos candidatos no rádio e televisão, que ocorreu em 19 de agosto. Gostaram mais do programa de Iris 28%. Para 7% e 6%, respectivamente, Gomide e Vanderlan saíram-se melhor.

O instituto quis saber qual postulante ao governo exibiu as melhores propostas e outra vez Marconi venceu Iris, por 48% a 28%. Também perguntou qual deles apareceu melhor na telinha (57% a 25%) e qual pareceu ser o mais sincero (40% a 27%).

O único quesito em que o ex-governador do PMDB supera Marconi é na aferição da percepção dos ataques. Para 36%, Iris foi quem mais atacou na televisão. Para 32%, foi Marconi. Vanderlan é o terceiro com 6% e Gomide o quarto, com 5%. Marta Jane (PCB), Professor Weslei (PSol) e Alexandre Magalhães (PSDC) aparecem com 1% cada.

Aprovação em alta

Outra má notícia para oposição: a avaliação pessoal do governador e avaliação do governo voltaram a crescer na nova rodada da pesquisa Fortiori/Jornal Opção. Atribuíram conceito ótimo ou bom à administração 49% dos entrevistados (eram 47% no levantamento anterior, realizado na primeira semana deste mês). Disseram aprovar o trabalho do governador Marconi Perillo 57% (eram 55%).

O governo é regular para 33% - mesmo índice registrado em julho de 2013. O percentual de eleitores que o consideram ruim ou péssimo, que era de 28% no mesmo período do ano passado, hoje é de 17%.

Em julho de 2013, aprovavam o trabalho do governador 41%. Este percentual subiu para 50% em janeiro de 2014; 53% em junho; 55% em julho e primeira semana de agosto; 57% no final de agosto. A desaprovação era de 38% há um ano e caiu para 35%; depois 33%, 28%, oscilou para 29% e voltou a cair para 26%.

Segundo turno

O governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) vence todos os adversários em um eventual segundo turno. É o que mostra a mais recente pesquisa Fortiori/Jornal Opção. No embate contra Iris Rezende (PMDB), vitória de 50% a 37%.

Se o segundo turno fosse entre Marconi e Vanderlan Cardoso (PSB), o tucano venceria por 55% a 29%. Por fim, em caso de disputa Antônio Gomide (PT), Marconi seria vitorioso por 56% a 26%.

A pesquisa também mostra que os índices de rejeição dos candidatos estagnaram. Não votam em Marconi 25% - eram 27% na rodada anterior, realizada na primeira semana de agosto. A rejeição a Iris também oscilou dois pontos para baixo e chegou a 24%.

O terceiro candidato mais rejeitado é Marta Jane (23%), seguido por Alexandre Magalhães (22%), Professor Weslei (18%), Antônio Gomide (16%) e Vanderlan Cardoso (14%). Não rejeitam nenhum dos nomes que participam da disputa 15%. Rejeitam todos 3%. Não souberam ou não quiseram responder 8%.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247