Marconi: "Nova página precisa ser escrita"

Governador Marconi Perillo comentou em suas redes sociais a aprovação do impeachment na Câmara dos Deputados, na noite de domingo; ele afirmou que o Senado tem agora a missão de finalizar este capítulo da história; “Todos querem superar essa briga política que só atrasa o crescimento do País e favorece o clima de instabilidade econômica e social. Torço para que o Senado conduza o processo com responsabilidade e promova o debate qualificado, respeitando a opinião e voto de cada senador. O povo brasileiro quer mais e há muito o que se fazer pelo País"

Governador Marconi Perillo comentou em suas redes sociais a aprovação do impeachment na Câmara dos Deputados, na noite de domingo; ele afirmou que o Senado tem agora a missão de finalizar este capítulo da história; “Todos querem superar essa briga política que só atrasa o crescimento do País e favorece o clima de instabilidade econômica e social. Torço para que o Senado conduza o processo com responsabilidade e promova o debate qualificado, respeitando a opinião e voto de cada senador. O povo brasileiro quer mais e há muito o que se fazer pelo País"
Governador Marconi Perillo comentou em suas redes sociais a aprovação do impeachment na Câmara dos Deputados, na noite de domingo; ele afirmou que o Senado tem agora a missão de finalizar este capítulo da história; “Todos querem superar essa briga política que só atrasa o crescimento do País e favorece o clima de instabilidade econômica e social. Torço para que o Senado conduza o processo com responsabilidade e promova o debate qualificado, respeitando a opinião e voto de cada senador. O povo brasileiro quer mais e há muito o que se fazer pelo País" (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O governador Marconi Perillo (PSDB) comentou em suas redes sociais a aprovação do impeachment na Câmara dos Deputados, na noite deste domingo (17/4). Ele afirmou que o Senado tem agora a missão de finalizar este capítulo da história.

“Todos querem superar essa briga política que só atrasa o crescimento do País e favorece o clima de instabilidade econômica e social. Torço para que o Senado conduza o processo com responsabilidade e promova o debate qualificado, respeitando a opinião e voto de cada senador. O povo brasileiro quer mais e há muito o que se fazer pelo País.”

Marconi também afirmou que o Brasil precisa de reformas profundas na política e economia, e que o País precisar retomar o caminho do crescimento. “Uma nova página precisa ser escrita a partir de agora. Reformas efetivas e profundas na política e economia são urgentes e Brasília precisa colocar em prática medidas que empurrem o Brasil de novo para a rota do desenvolvimento e entre as nações mais importantes do mundo”, acrescentou.

Veja o post de Marconi na íntegra:

A aprovação da admissibilidade do processo de impeachment é um marco para o Brasil. O Senado agora terá a responsabilidade de finalizar este capítulo da política nacional. Todos querem superar essa briga política que só atrasa o crescimento do País e favorece o clima de instabilidade econômica e social.

Torço para que o Senado conduza o processo com responsabilidade e promova o debate qualificado, respeitando a opinião e voto de cada senador. O povo brasileiro quer mais e há muito o que se fazer pelo País.

Uma nova página precisa ser escrita a partir de agora. Reformas efetivas e profundas na política e economia são urgentes e Brasília precisa colocar em prática medidas que empurrem o Brasil de novo para a rota do desenvolvimento e entre as nações mais importantes do mundo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247