Marconi quer Goiás no topo da competitividade

No bate-papo ao vivo com internautas, na manhã desta sexta, governador voltou a ressaltar avanços de Goiás nas áreas de educação, saúde e economia; "Nos últimos 10 anos Goiás acabou se transformando no Estado que mais diminui a diferença entre pobres e ricos. O crescimento na renda dos mais pobres se deu pelo crédito produtivo, ou seja, empregos consistentes"; nesta semana, Marconi recebeu o empresário Jorge Gerdau, fundador do Movimento Brasil Competitivo (MBC); Estado é hoje o 9º colocado no ranking da competitividade, mas Marconi diz já trabalhar para que, em três anos, Goiás fique entre os três primeiros, aumentando a produtividade nos setores públicos e privado

No bate-papo ao vivo com internautas, na manhã desta sexta, governador voltou a ressaltar avanços de Goiás nas áreas de educação, saúde e economia; "Nos últimos 10 anos Goiás acabou se transformando no Estado que mais diminui a diferença entre pobres e ricos. O crescimento na renda dos mais pobres se deu pelo crédito produtivo, ou seja, empregos consistentes"; nesta semana, Marconi recebeu o empresário Jorge Gerdau, fundador do Movimento Brasil Competitivo (MBC); Estado é hoje o 9º colocado no ranking da competitividade, mas Marconi diz já trabalhar para que, em três anos, Goiás fique entre os três primeiros, aumentando a produtividade nos setores públicos e privado
No bate-papo ao vivo com internautas, na manhã desta sexta, governador voltou a ressaltar avanços de Goiás nas áreas de educação, saúde e economia; "Nos últimos 10 anos Goiás acabou se transformando no Estado que mais diminui a diferença entre pobres e ricos. O crescimento na renda dos mais pobres se deu pelo crédito produtivo, ou seja, empregos consistentes"; nesta semana, Marconi recebeu o empresário Jorge Gerdau, fundador do Movimento Brasil Competitivo (MBC); Estado é hoje o 9º colocado no ranking da competitividade, mas Marconi diz já trabalhar para que, em três anos, Goiás fique entre os três primeiros, aumentando a produtividade nos setores públicos e privado (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - No bate-papo ao vivo com internautas, na manhã desta sexta-feira, o governador Marconi Perillo (PSDB) voltou a ressaltar os avanços de Goiás nas áreas de educação, saúde e economia. "Digo com orgulho que Goiás é um Estado solução para o Brasil. Todos os compromissos que fiz com o povo goiano estão sendo e serão cumpridos".

"Vi uma apresentação em São Paulo que mostrou que nos últimos 10 anos Goiás acabou se transformando no Estado que mais diminui a diferença entre pobres e ricos. O crescimento na renda dos mais pobres se deu pelo crédito produtivo, ou seja, empregos consistentes e não em esmolas. Isso demonstra a pujança das políticas sociais e econômicas que nós criamos", disse Marconi.

Nesta semana, o governador recebeu o empresário Jorge Gerdau, que é presidente fundador do Movimento Brasil Competitivo (MBC). O último ranking da revista britânica The Economist, realizado em parceria com o Centro de Liderança Pública (CLP), publicado no ano passado, mostrou que Goiás é o 9° mais competitivo do País. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais lideram, nesta ordem.

Marconi afirmou que vem realizando um trabalho de planejamento para que Goiás aumente sua capacidade de atração de investimentos. “Estamos conversando com o MBC e com outras consultorias que vão colaborar para que possamos avançar no ranking,” observou.

Entre as consultorias contatadas pelo governo estão Macroplan, Tendências e CLP. “Nosso objetivo é chegar ao 1° lugar de competitividade daqui a 3 anos. Podem dizer que isso é uma loucura. Mas não foi loucura sonhar com a primeira colocação no Ideb do Ensino Médio, quando chegamos ao governo e Goiás estava em 16° lugar. Se não tivéssemos brigado pelo 1º lugar, não teríamos nada. Saltamos do 16° para 5º e depois para 1°. Por que não podemos chegar em 1º no ranking de competitividade?”, indagou.

Um dos desafios do Estado, disse, é avançar na produtividade dos setores público e privado goianos para garantir uma maior competitividade. Os consultores e analistas de mercado contatados reconhecem, porém, que, nos últimos 10 anos, Goiás foi o Estado que mais conseguiu reduzir as desigualdades sociais, ponto importante para o avanço da competitividade.

“Isso graças às políticas adotadas pelo governo e pela iniciativa privada em diversas áreas. Especialmente na educação. E olha que na educação dá para avançar muito ainda, principalmente na questão da escolaridade. Isso ficou claro para nós. Se colarmos mais avanços na escolaridade que temos hoje com uma maior produtividade, podemos ter um upgrade de 16% em nossa competitividade”, anunciou.

Bate-papo

No hangout, Marconi também falou da inauguração do Hugo 2, de recuperação de estradas e Bolsa Universitário.

Abaixo, o bate-papo na íntegra:

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247