Marcos Martins assume mandato na Assembleia

Ex-diretor-geral da Polícia Civil em Goiás ocupa vaga aberta com indicação de Nilo Resende (DEM) para o Tribunal de Contas dos Municípios; filiado no PSDB, o delegado, que obteve exatos 20 mil votos, disse que vai atuar prioritariamente nas áreas de segurança, social e ambiental 

Marcos Martins assume mandato na Assembleia
Marcos Martins assume mandato na Assembleia (Foto: Sergio Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ Ex-diretor-geral da Polícia Civil em Goiás, o delegado Marcos Martins Machado assumiu nesta sexta-feira, 5, o mandato de deputado estadual na vaga do ex-deputado Nilo Resende (DEM), cujo nome foi aprovado nesta semana para atuar como conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

A solenidade de posse aconteceu na Sala da Presidência e foi conduzida pelo presidente em exercício da Assembleia Legislativa, deputado Helio de Sousa (DEM), com respaldo do diretor parlamentar, Rubens Sardinha. Participaram também os deputados Ney Nogueira (PP) e Frederico Nascimento (PSD).

Filiado no PSDB, Marcos Martins obteve exatos 20 mil votos, contabilizados em 210 municípios, na eleição de 2010, e ficou em quinto lugar na lista de suplentes da coligação DEM-PSDB, que apoiou a candidatura do governador Marconi Perillo (PSDB).

“Marcos Martins chega num momento importante e tem o reconhecimento do governador Marconi Perillo da importância dele aqui no Parlamento goiano, representando a área de segurança pública que o Governo prioriza muito”, frisou Helio de Sousa, ao dar posse ao mais novo deputado estadual.

Antes de ser empossado, Marcos Martins concedeu entrevista à TV e à Agência de Notícias da Assembleia. Ele deixou claro que vem para somar forças com seus colegas deputados. Pretende contribuir efetivamente para que o governador Marconi Perillo faça o melhor governo da vida dos goianos. Lembrou que se efetiva no cargo de deputado estadual porque a vaga de Nilo Resende pertence à coligação que o elegeu.

“É uma honra assumir esse mandato. Disputar uma eleição é uma coisa ferrenha, muito difícil, tive 20 mil votos em 210 cidades. Tive uma carreira que foi muito bem sucedida na área da segurança pública e chegou o momento de emprestar essa experiência de 30 anos de delegado a essa casa de leis. Estou vindo aqui com o coração e a mente abertos, para somar aos meus pares e, se Deus quiser, fazer um bom trabalho”, ressaltou Marcos Martins.

Disse que é a primeira vez que assume cargo político e que não havia disputado eleição nem para síndico de prédio. “A responsabilidade é grande, as pessoas acreditam na gente, mesmo depois da eleição de 2010, o leque de conhecimento político que consegui travar me deu tranquilidade para chegar aqui, sabendo o que quero, que é contribuir da melhor forma possível para o desenvolvimento sustentável do Estado”, frisou.

Adiantou que vai procurar evitar assuntos inócuos e se empenhar nas coisas sérias que a sociedade precisa. “Acredito estar preparado para colaborar.”

Marcos Martins disse que não é de fugir a desafios, por isso deixou claro que o que chegar a suas mãos vai procurar desempenhar da melhor forma possível. “Estou chegando agora, vou me avistar com o presidente, com nossos colegas, nunca fugi da luta na área da segurança pública, mas aqui o que me for determinado, vamos procurar desempenhar da melhor forma possível.”

Marcos Martins disse que quer se inteirar primeiro dos projetos que estão tramitando na Casa, para não se atrever a apresentar um projeto que já está em fase de conclusão. "Mas tenho boas ideias. Não posso deixar de me dedicar à área da segurança pública, onde ingressei como office boy e cheguei a delegado de classe especial e chefe da Diretoria Geral da Polícia Civil. Tenho também projetos na área de meio ambiente, que acho importante. E, como não poderia deixar de ser, na área social, uma das coisas que norteiam o PSDB.”

(Com informações da Agência Assembleia)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email