Margarida: a história inocentou Mandela, assim como faz com Lula

"Hoje celebramos 100 anos do nascimento de Mandela. E relembramos quando uma ditadura de pensamento o condenou à prisão. Mas a História sempre o inocentou -- assim como faz com @LulaOficial", escreveu a deputada Margarida Salomão (PT-MG) no Twitter

Margarida: a história inocentou Mandela, assim como faz com Lula
Margarida: a história inocentou Mandela, assim como faz com Lula (Foto: Esq.: Reprodução / Dir.: Picasa 3.0)

Minas 247 - A deputada federal Margarida Salomão (PT-MG) prestou solidariedade ao ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, que ficou 27 anos preso e é símbolo da luta pela igualdade racial. 

"Hoje celebramos 100 anos do nascimento de Mandela. E relembramos quando uma ditadura de pensamento o condenou à prisão. Mas a História sempre o inocentou -- assim como faz com @LulaOficial", escreveu a parlamentar no Twitter.

Achille Mbembe, o mais importante pensador africano vivo, levantou dúvidas sobre a possibilidade da reconciliação e da justiça inspiradas por Mandela conduzirem os sul-africanos à soberania pátria e espiritual, quando seu sucessor Jacob Zuma (2009-18) ameaçou a democracia da África do Sul com o aparelhamento do Estado. O legado de Mandela, no entanto, se mostrou forte e consistente diante do assédio político e permanece como realidade institucional no país sul-africano. Relato da Folha.

"Desmentindo o mantra de que a hegemonia política do Congresso Nacional Africano (CNA) era incompatível com a formação de uma sociedade civil autônoma e de uma burocracia estatal independente, foram justamente os ativistas, jornalistas e funcionários públicos, devidamente protegidos pela Constituição, que forçaram a destituição, democrática e consensual, do presidente corrupto", disse;

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247