Maria do Rosário entra na Justiça por ameaças de sargento fã de Bolsonaro

Ataques contra a parlamentar gaúcha começaram após STJ manter condenação ao deputado Jair Bolsonaro por dizer que ela "não merecia ser estuprada" por ser "muito feia"

15/09/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Entrevista com a Deputada Federal Maria do Rosário, PT. Foto: Guilherme Santos/Sul21
15/09/2016 - PORTO ALEGRE, RS - Entrevista com a Deputada Federal Maria do Rosário, PT. Foto: Guilherme Santos/Sul21 (Foto: Leonardo Attuch)

Por Kiko Nogueira, no Diário do Centro do Mundo – A deputada Maria do Rosário (PT-RS) protocolou hoje (18), na sede do departamento de Polícia Federal em Brasília, um pedido de investigação das ameaças que vem recebendo por meio do WhatsApp.

Os ataques começaram na terça-feira (15), quando o Superior Tribunal de Justiça (STJ) indeferiu o recurso do deputado Jair Bolsonaro (PEN-RJ), condenado a pagar-lhe R$ 10 mil por dizer que ela não merece ser estuprada por ser ‘muito feia’.

A prática dos seguidores de Bolsonaro é de incluir o número da deputada em grupos de WhatsApp, abarrotados de correligionários do candidato da extrema direita.

Leia a íntegra no DCM.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247