Marin vai tratar de torcedores detidos na Bolívia

Presidente da CBF anuncia por meio de nota que vai aproveitar a viagem para a Bolívia, onde a seleção brasileira disputa amistoso contra a seleção boliviana no sábado, para discutir com Carlos Chaves, presidente da Federação Boliviana de Futebol, a situação dos 12 torcedores do Corinthians presos pela morte do jovem Kevin em jogo pela com o San José pela Libertadores da América, em fevereiro

Marin vai tratar de torcedores detidos na Bolívia
Marin vai tratar de torcedores detidos na Bolívia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, viaja na próxima sexta-feira para a Bolívia, para acompanhar o amistoso entre as seleções boliviana e brasileira, mas deve aproveitar para acompanhar de perto o caso dos 12 torcedores do Corinthians presos no país desde a morte do menino Kevin. Ele disse que vai discutir com Carlos Chaves, presidente da Federação Boliviana, a situação dos brasileiro.

Marin considera que disparar o sinalizador foi uma irresponsabilidade, e diz lamentar profundamente a morte do jovem, mas acha que a história está tomando caminhos preocupantes para os brasileiros detidos. Em nota publicada pela CBF, o presidente da entidade diz que concorda com a opinião da professora de direito da USP Janaína Conceição Paschoal, publicada em artigo pela Folha de S.Paulo. Segundo ela, "a morte do rapaz pode, sim, ser considerada um homicídio; entretanto, trata-se de homicídio culposo (sem intenção) e é impossível admitir que 12 pessoas sejam infundadamente mantidas presas".

A nota também menciona o relato do presidente da Comissão de Relação Exteriores do Senado, Senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), que esteve no presídio e que exigiu providências sobre as más condições dos presos brasileiros. Destacando que trabalha para abolir "de maneira radical" o uso de sinalizadores em todas as atividades esportivas, Marin aproveitou para elogiar a atuação do Ministério da Justiça, que está advogando em favor dos brasileiros e enviando informações às autoridades bolivianas.

Uma seleção brasileira composta apenas por jogadores que atuam no Brasil enfrenta a Bolívia em amistoso no próximo sábado, às 16h30, no Estádio Ramón Aquilera, em Santa Cruz de la Sierra.

Com Assessoria da CBF

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email