Marinho: plano do PT é libertar Lula e ter ele como candidato

O pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Luiz marinho, afirmou que a legenda acredita na inocência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que ele deverá ser o candidato do partido nas eleições de outubro; "Eu acredito que o presidente Lula tem condições de ser liberado, de vencer essa batalha do ponto de vista de provar sua inocência e de ser candidato à Presidência da República, porque não tem os seus direitos políticos cassados e, portanto, o PT vai insistir na lógica de libertá-lo e de fazer dele nosso candidato à Presidência da República", afirmou

11/04/2017- São Paulo, SP, Brasil- Plenária dos movimentos sociais em apoio a Luiz Marinho - presidente PT-SP. Fotos: Roberto Parizotti / CUT
11/04/2017- São Paulo, SP, Brasil- Plenária dos movimentos sociais em apoio a Luiz Marinho - presidente PT-SP. Fotos: Roberto Parizotti / CUT (Foto: Paulo Emílio)

São Paulo 247 - O pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Luiz marinho, afirmou que a legenda acredita na inocência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que ele deverá ser o candidato do partido nas eleições de outubro. "Eu acredito que o presidente Lula tem condições de ser liberado, de vencer essa batalha do ponto de vista de provar sua inocência e de ser candidato à Presidência da República, porque não tem os seus direitos políticos cassados e, portanto, o PT vai insistir na lógica de libertá-lo e de fazer dele nosso candidato à Presidência da República", afirmou Marinho em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Ao ser indagado sobre a suspeita de irregularidades na aquisição de aviões de caça pelo Brasil, ele destacou que o ex-presidente Lula vem sendo alvo de uma perseguição contínua por parte do Judiciário e que há uma completa inversão da verdade. Marinho também destacou que sua campanha pelo Palácio dos Bandeirantes terá como foco a defesa de Lula, além de propostas para melhorar a vida da população.

Ele também disse que tem trabalhado junto a outros partidos para criar uma coligação que garanta uma maior musculatura à sua postulação. "A eleição está aberta e temos toda a condição de chegar ao segundo turno e fazer um governo melhor do que está sendo feito", disse.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247