Marta abre guerra com Haddad por vaga no 2° turno

Agora senadora do PMDB, Marta Suplicy questiona gestão do prefeito petista Fernando Haddad, em SP, de olho em 2016: “Haddad tenta se passar como bom administrador e usa a melhoria da capacidade de endividamento de São Paulo, conquista de todos nós, como se obra sua fosse. O seu governo está acabando e até agora muito pouco fez pela cidade”; ‘Temos um prefeito que continua com sua cabeça, ausente e que não ouve, na academia. Muitas vezes chamado de "autista" por seus próprios "companheiros" de partido’, completou

Agora senadora do PMDB, Marta Suplicy questiona gestão do prefeito petista Fernando Haddad, em SP, de olho em 2016: “Haddad tenta se passar como bom administrador e usa a melhoria da capacidade de endividamento de São Paulo, conquista de todos nós, como se obra sua fosse. O seu governo está acabando e até agora muito pouco fez pela cidade”; ‘Temos um prefeito que continua com sua cabeça, ausente e que não ouve, na academia. Muitas vezes chamado de "autista" por seus próprios "companheiros" de partido’, completou
Agora senadora do PMDB, Marta Suplicy questiona gestão do prefeito petista Fernando Haddad, em SP, de olho em 2016: “Haddad tenta se passar como bom administrador e usa a melhoria da capacidade de endividamento de São Paulo, conquista de todos nós, como se obra sua fosse. O seu governo está acabando e até agora muito pouco fez pela cidade”; ‘Temos um prefeito que continua com sua cabeça, ausente e que não ouve, na academia. Muitas vezes chamado de "autista" por seus próprios "companheiros" de partido’, completou (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A senadora Marta Suplicy, ex-petista, partiu para cima da gestão de de Fernando Haddad (PT-SP), de olho em uma vaga no segundo turno em 2016:

“Haddad tenta se passar como bom administrador e usa a melhoria da capacidade de endividamento de São Paulo, conquista de todos nós, como se obra sua fosse. O seu governo está acabando e até agora muito pouco fez pela cidade”, disse ela, em referência à noticia que "a cidade de São Paulo recebeu um inédito grau de investimento da agência de risco Fitch.

Ela questiona a falta de obras na área social e critica a ciclovia: ‘Em suma, uma administração que penaliza todos os segmentos, e as classes sociais e as regiões. Temos um prefeito que continua com sua cabeça, ausente e que não ouve, na academia. Muitas vezes chamado de "autista" por seus próprios "companheiros" de partido’ (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247