Marta é denunciada por propaganda paga na internet

Ministério Público Eleitoral ingressou com representação contra a senadora Marta Suplicy (PMDB), pré-candidata à Prefeitura de São Paulo, por propaganda eleitoral paga na internet; segundo o promotor José Carlos Bonilha, Marta desrespeitou a resolução do TSE que dispõe sobre propaganda eleitoral; em posts pagos no Facebook, Marta divulgou o seu perfil oficial e agendas públicas; se acatada pela Justiça, a representação pode resultar em multa R$ 5 mil a R$ 30 mil à pré-candidata

Marta é denunciada por propaganda paga na internet
Marta é denunciada por propaganda paga na internet (Foto: CLAYTON DE SOUZA)

SP 247 - Ministério Público Eleitoral ingressou na Justiça Eleitoral de São Paulo com representação contra a senadora Marta Suplicy (PMDB), pré-candidata à Prefeitura de São Paulo, por propaganda eleitoral paga na internet.

Segundo o promotor José Carlos Bonilha, que entrou com a ação nessa quinta-feira, 21, Marta desrespeitou a resolução do Tribunal Superior Eleitoral do final de 2015 que dispõe sobre propaganda eleitoral.

Nos posts pagos no Facebook, Marta divulgou o seu perfil oficial e agendas públicas. "Estive na Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo. Faz bem escutar o povo. E quando a gente faz, a gente volta", escreveu a ex-prefeita, mostrando foto em que cumprimenta duas mulheres.

Se acatada pela Justiça, a representação pode resultar em multa R$ 5 mil a R$ 30 mil à pré-candidata.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247