Matarazzo sela acordo para ser vice de Marta

Vereador Andrea Matarazzo (PSD) desistiu de sua pré-candidatura a prefeito de São Paulo para ser candidato a vice na chapa da senadora Marta Suplicy (PMDB); anúncio da composição ainda não foi oficializado, mas Matarazzo e Marta se encontraram nesta segunda-feira 25 e selaram o acordo; aliança foi selada com articulações que envolveram Gilberto Kassab e o presidente interino, Michel Temer

Vereador Andrea Matarazzo (PSD) desistiu de sua pré-candidatura a prefeito de São Paulo para ser candidato a vice na chapa da senadora Marta Suplicy (PMDB); anúncio da composição ainda não foi oficializado, mas Matarazzo e Marta se encontraram nesta segunda-feira 25 e selaram o acordo; aliança foi selada com articulações que envolveram Gilberto Kassab e o presidente interino, Michel Temer
Vereador Andrea Matarazzo (PSD) desistiu de sua pré-candidatura a prefeito de São Paulo para ser candidato a vice na chapa da senadora Marta Suplicy (PMDB); anúncio da composição ainda não foi oficializado, mas Matarazzo e Marta se encontraram nesta segunda-feira 25 e selaram o acordo; aliança foi selada com articulações que envolveram Gilberto Kassab e o presidente interino, Michel Temer (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O vereador Andrea Matarazzo (PSD) desistiu de sua pré-candidatura a prefeito de São Paulo para ser candidato a vice na chapa da senadora Marta Suplicy (PMDB).

Matarazzo se encontrou com Marta nesta segunda-feira 25 e selou o acordo. O convite a Matarazzo foi feito há duas semanas. A princípio, o vereador resistiu e afirmou que sua prioridade era sair candidato a prefeito.

A composição afastou de Marta o PTB, que exige a vaga de vice para Marlene Machado, mulher do deputado estadual Campos Machado, presidente da sigla em São Paulo. Agora o destino do PTB é incerto e Campos Machado se mostrou contrariado com as negociações entre PMDB e PSD.

A aproximação entre PSD e PMDB foi promovida pelo ministro das Comunicações, Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, e pelo presidente interino, Michel Temer. O acordo deve ser oficializado em breve.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247