Mayra Aguiar leva ouro em Paris

Judoca brasileira confirma excelente fase e fatura o Grand Slam francs

Mayra Aguiar leva ouro em Paris
Mayra Aguiar leva ouro em Paris (Foto: Divulgação)

A brasileira Mayra Aguiar confirmou a excelente fase e conquistou a medalha de ouro do Grand Slam de Paris na categoria até 78kg, neste domingo, num torneio que contou com as maiores forças da modalidade. Como ela também havia sido campeã do Masters, em janeiro, chegará aos Jogos de Londres gabaritada como vencedora dos dois mais importantes torneios de preparação, favorita ao ouro, inclusive. Na final em Paris ela venceu a norte-americana Kayla Harrison com um yuko.

Mas a medalha de Mayra não foi a única do dia para o Brasil em Paris. Rafael Silva ficou com a prata entre os pesos pesados depois de perder para o fenômeno Teddy Riner por ippon - finalização aos 51 segundos. O Brasil encerra o Grand Slam de Paris com três medalhas, já que no sábado Sarah Menezes havia ficado com o bronze na categoria até 48kg.

A medalha de ouro no último Grand Slam antes da Olimpíada (depois serão mais duas Copas do Mundo, um Grand Prix e os torneios continentais) deve fazer Mayra Aguiar assumir o segundo lugar no ranking mundial. Se conseguir manter tal posto até a Olimpíada, ela evitaria enfrentar a japonesa Akari Ogata, atual líder do ranking, antes da final olímpica. Neste domingo, a brasileira venceu rivais diretas, como Harrison (4.ª do mundo) e a francesa Audrey Tcheumeo (2.ª do mundo), que foi batida nas semifinais. Antes, Rafaela Silva passou por Marjorie Ulrich (França) e Ruika Sato (Japão).

Já para Rafael Silva a medalha garante a vaga olímpica. A disputa dele era interna, contra Daniel Hernandes, mas este foi eliminado logo na primeira luta em Paris, pelo francês Matthieu Thorel. Os resultados dos brasileiros no Grand Slam fazem a diferença entre eles chegar os 500 pontos, desvantagem que Hernandes não tem mais como tirar até o dia 1.º de maio, quando serão definidos os 22 classificados para a Olimpíada.

Até chegar ao duelo contra o francês, Rafael Silva venceu Batsuuri Namsraijav (Mongólia), Matthieu Bataille (França), Matjaz Ceraj (Eslovênia) e Sung-Min Kim (Coreia do Sul), este quarto colocado no ranking mundial, posto que o brasileiro deve tirar do coreano.

A disputa entre Tiago Camilo e Hugo Pessanha para ver qual será o representante do Brasil na categoria até 90kg na Olimpíada segue igual após o Grand Slam de Paris. Ambos perderam na segunda luta e não agregaram pontos no ranking olímpico. Camilo perdeu para Robby Van Laarhoven, da Holanda (antes ele tinha vencido Chingiz Mamedov, do Quirguistão). Já Pessanha passou por Valentin Radu (Romênia), mas depois perdeu para Dae-Nam Song (Coreia do Sul). Atualmente a diferença entre eles é de 80 pontos, pró Camilo.

Uma categoria acima, a de até 100kg, tem a mesma situação. Luciano Correa venceu uma luta, foi até uma fase à frente de Leonardo Leite, que perdeu na estreia, mas nenhum dos dois agregou pontos para o ranking olímpico. Assim, a disputa entre eles não mudou após o Grand Slam, com vantagem para Correa. Leonardo Leite perdeu para Mael Le Normand, judoca da casa, enquanto Luciano Correa caiu frente a Ramziddin Sayidov (Usbequistão).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247