MBL não convocará mais protestos em SP, diz líder

"A ideia é levar o protesto até o Congresso Nacional. Tem um peso enorme fazermos o protesto aqui em São Paulo, mas a pressão só vamos sentir na porta deles", disse Kim Kataguiri, líder do Movimento Brasil Livre; o grupo organiza uma caminhada de São Paulo a Brasília para a próxima sexta-feira

"A ideia é levar o protesto até o Congresso Nacional. Tem um peso enorme fazermos o protesto aqui em São Paulo, mas a pressão só vamos sentir na porta deles", disse Kim Kataguiri, líder do Movimento Brasil Livre; o grupo organiza uma caminhada de São Paulo a Brasília para a próxima sexta-feira
"A ideia é levar o protesto até o Congresso Nacional. Tem um peso enorme fazermos o protesto aqui em São Paulo, mas a pressão só vamos sentir na porta deles", disse Kim Kataguiri, líder do Movimento Brasil Livre; o grupo organiza uma caminhada de São Paulo a Brasília para a próxima sexta-feira (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Os protestos realizados neste domingo 12 em várias cidades do País levaram às ruas um número bem menor de pessoas se comparado aos atos de 15 de março.

Segundo levantamento feito pelo portal Uol conjuntamente com a Polícia Militar, foram ao menos 66 mil pessoas em todo o País.

O Movimento Brasil Livre (MBL) não pretende organizar mais protestos na capital paulista, cidade que mais reúne manifestantes.

"A ideia é levar o protesto até o Congresso Nacional. Tem um peso enorme fazermos o protesto aqui em São Paulo, mas a pressão só vamos sentir na porta deles", disse Kim Kataguiri, líder do MBL.

O grupo organiza para sexta-feira uma caminhada de São Paulo até Brasília.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247