Mendonça compara Dilma a Collor, mas recebeu dinheiro de empreiteiras

Líder do DEM na Câmara Federal, Mendonça Filho (PE), disse que os casos de corrupção atualmente investigados dão conta de que "a corrupção na era Collor era fichinha se comparada a atual situação"; declaração do parlamentar, contudo, não expressa nenhuma posição acerca da operação Fair Play da Polícia Federal que investiga superfaturamento da ordem de R$ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco; empreiteiras investigadas – e que também estão envolvidas na Operação Lava Jato - doaram R$ 500 mil à sua campanha eleitoral no ano passado; sobre este assunto, nenhuma palavra

Líder do DEM na Câmara Federal, Mendonça Filho (PE), disse que os casos de corrupção atualmente investigados dão conta de que "a corrupção na era Collor era fichinha se comparada a atual situação"; declaração do parlamentar, contudo, não expressa nenhuma posição acerca da operação Fair Play da Polícia Federal que investiga superfaturamento da ordem de R$ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco; empreiteiras investigadas – e que também estão envolvidas na Operação Lava Jato - doaram R$ 500 mil à sua campanha eleitoral no ano passado; sobre este assunto, nenhuma palavra
Líder do DEM na Câmara Federal, Mendonça Filho (PE), disse que os casos de corrupção atualmente investigados dão conta de que "a corrupção na era Collor era fichinha se comparada a atual situação"; declaração do parlamentar, contudo, não expressa nenhuma posição acerca da operação Fair Play da Polícia Federal que investiga superfaturamento da ordem de R$ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco; empreiteiras investigadas – e que também estão envolvidas na Operação Lava Jato - doaram R$ 500 mil à sua campanha eleitoral no ano passado; sobre este assunto, nenhuma palavra (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - O líder do DEM na Câmara Federal, Mendonça Filho (PE), disse, durante a passeata realizada neste domingo (16), contra o governo da presidente Dilma Rousseff, no Recife, , que os casos de corrupção atualmente investigados dão conta de que "a corrupção na era Collor era fichinha se comparada a atual situação".

A declaração do parlamentar, contudo, não expressa nenhuma posição acerca da operação Fair Play da Polícia Federal, que investiga denúncias de superfaturamento da ordem de R$ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco e que acaba por respingar na sua reeleição à Câmara federal. As empreiteiras envolvidas no esquema investigado – e que também estão envolvidas na Operação Lava Jato - doaram R$ 500 mil à sua campanha eleitoral no ano passado.

Sobre este assunto, nenhuma palavra.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email