“Menores vivem em jaulas", diz Barbosa em Alagoas

Após inspecionar o Núcleo de Ressocialização de Maceió, o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, cumprindo agenda oficial como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), concedeu entrevista coletiva. Ele declarou que a situação nas unidades de internação de menores é de completa insalubridade e que os internos estão vivendo em "verdadeiras jaulas"

Após inspecionar o Núcleo de Ressocialização de Maceió, o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, cumprindo agenda oficial como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), concedeu entrevista coletiva. Ele declarou que a situação nas unidades de internação de menores é de completa insalubridade e que os internos estão vivendo em "verdadeiras jaulas"
Após inspecionar o Núcleo de Ressocialização de Maceió, o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, cumprindo agenda oficial como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), concedeu entrevista coletiva. Ele declarou que a situação nas unidades de internação de menores é de completa insalubridade e que os internos estão vivendo em "verdadeiras jaulas" (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Em entrevista à imprensa, o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), relatou que a situação nas unidades de internação de menores em Maceió é de completa insalubridade e não tem condições de permanecer da forma como está. Ele também afirmou que os internos estão vivendo em 'verdadeiras jaulas', citando o ambiente inadequado dos alojamentos.

Barbosa inspecionou o Núcleo de Ressocialização agora pela manhã cumprindo agenda oficial como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Diante da constatação, o ministro foi convidado pelo Executivo a retornar a Alagoas no mês de novembro para fazer uma nova inspeção. Até lá, o governo do Estado prometeu ajustar os pontos elencados pelo presidente do Supremo.

Barbosa afirmou que o cenário dentro das unidades é muito preocupante e anunciou mutirão socioeducativo em Alagoas, no mês de maio, para fazer um diagnóstico mais aprofundado no Núcleo de Ressocialização.

Ele disse não acreditar na recuperação dos menores infratores aqui no Estado diante da tamanha falta de organização e de estrutura.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247