Mesa Diretora da ALBA acata pedido da oposição para anular sessão

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) acatou nesta segunda-feira pedido da bancada de oposição para anular a sessão conjunta das comissões que aprovou a PEC 148 que modifica o regime trabalhista do funcionalismo estadual e o Plano Plurianual Participativo (PPA); o pedido foi protocolado pelo líder da minoria, deputado Sandro Régis, do DEM; os oposicionistas argumentam que a reunião 'não observou a aplicação do regimento interno da Casa' e apontaram 'irregularidades como a não verificação de quórum no âmbito das três comissões', mesmo tendo sido requerido

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) acatou nesta segunda-feira pedido da bancada de oposição para anular a sessão conjunta das comissões que aprovou a PEC 148 que modifica o regime trabalhista do funcionalismo estadual e o Plano Plurianual Participativo (PPA); o pedido foi protocolado pelo líder da minoria, deputado Sandro Régis, do DEM; os oposicionistas argumentam que a reunião 'não observou a aplicação do regimento interno da Casa' e apontaram 'irregularidades como a não verificação de quórum no âmbito das três comissões', mesmo tendo sido requerido
A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) acatou nesta segunda-feira pedido da bancada de oposição para anular a sessão conjunta das comissões que aprovou a PEC 148 que modifica o regime trabalhista do funcionalismo estadual e o Plano Plurianual Participativo (PPA); o pedido foi protocolado pelo líder da minoria, deputado Sandro Régis, do DEM; os oposicionistas argumentam que a reunião 'não observou a aplicação do regimento interno da Casa' e apontaram 'irregularidades como a não verificação de quórum no âmbito das três comissões', mesmo tendo sido requerido (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) acatou nesta segunda-feira (14) pedido da bancada de oposição para anular a sessão conjunta das comissões que aprovou a PEC 148 que modifica o regime trabalhista do funcionalismo estadual e o Plano Plurianual Participativo (PPA).

O pedido foi protocolado pelo líder da minoria, deputado Sandro Régis (falando ao microfone na imagem), do DEM. Os oposicionistas argumentam que a reunião 'não observou a aplicação do regimento interno da Casa' e apontaram 'irregularidades como a não verificação de quórum no âmbito das três comissões', mesmo tendo sido requerido.

"Enquanto a Assembleia Legislativa estiver no afã de servir ao governo e abrir mão de suas prerrogativas cometerá erros crassos como esse", disse Régis.

Segundo ele, "o Executivo tenta passar o rolo compressor sobre o Legislativo, no intuito de aprovar matérias de seu interesse sem ouvir o parlamento e a sociedade". 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email