Mesmo otimista, Governo quer continuar economia de água

Após o anúncio do prognóstico positivo para a quadra chuvosa de 2018 no Ceará, nesta segunda-feira (22), Camilo Santana (PT) enfatizou que o Governo continuará com os planos de encomia de água e de diversificação de fontes hídricas para garantir o abastecimento da população. “Vamos continuar mais firmes ainda trabalhando com as nossas ações. Já foram mais de 400km de adutoras construídas ao longo desses três anos, levando água de uma cidade para outra para garantir esse abastecimento. Vamos continuar com as nossas ações de perfuração de poços”, afirmou

Após o anúncio do prognóstico positivo para a quadra chuvosa de 2018 no Ceará, nesta segunda-feira (22), Camilo Santana (PT) enfatizou que o Governo continuará com os planos de encomia de água e de diversificação de fontes hídricas para garantir o abastecimento da população. “Vamos continuar mais firmes ainda trabalhando com as nossas ações. Já foram mais de 400km de adutoras construídas ao longo desses três anos, levando água de uma cidade para outra para garantir esse abastecimento. Vamos continuar com as nossas ações de perfuração de poços”, afirmou
Após o anúncio do prognóstico positivo para a quadra chuvosa de 2018 no Ceará, nesta segunda-feira (22), Camilo Santana (PT) enfatizou que o Governo continuará com os planos de encomia de água e de diversificação de fontes hídricas para garantir o abastecimento da população. “Vamos continuar mais firmes ainda trabalhando com as nossas ações. Já foram mais de 400km de adutoras construídas ao longo desses três anos, levando água de uma cidade para outra para garantir esse abastecimento. Vamos continuar com as nossas ações de perfuração de poços”, afirmou (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - Mesmo com o prognóstico positivo da Funceme para a quadra chuvosa de 2018 do Ceará, que aponta 40% de chuvas acima da média e 35% dentro da média, o governador Camilo Santana (PT) destacou, nesta segunda-feira (22), que o Governo do Ceará continuará seguindo à risca e com celeridade todos os planos em busca de diversificar as fontes hídricas para garantir que não falte água para a população. O chefe do Executivo lembrou de ações, como o Plano de Segurança Hídrica para Fortaleza e Região Metropolitana, que têm gerado economia de 292 milhões de m³ de água anualmente. O número, destacou, supera em muito a média projetada na adoção do racionamento – economia de 21 milhões de m³.

“Mesmo com toda essa perspectiva de um cenário melhor de prognóstico de chuvas e com a conclusão de obras estruturantes neste ano, vamos continuar mais firmes ainda trabalhando com as nossas ações. Já foram mais de 400km de adutoras construídas ao longo desses três anos, levando água de uma cidade para outra para garantir esse abastecimento. Vamos continuar com as nossas ações de perfuração de poços, com poços direcionais no Cumbuco, ações na Taíba, São Gonçalo, em todo o Ceará, para assegurar o abastecimento de água e a Segurança Hídrica no nosso Estado”, afirmou.

O governador lembrou da importância do conjunto de ações que envolveram as ações de autorização de uso da água do Maraguapinho, o reuso da água da ETA Gavião, a perfuração de poços no Pecém e em Fortaleza, a taxa de contigenciamento (que garantiu a redução de consumo de 18% em Fortaleza e Região Metropolitana), dentre outras. “Fizemos um corte de água de consumo na irrigação, 75% da água que é consumida no Ceará vai para a irrigação. Cortamos 70% dessa água. Fizemos também um corte de 20% na água de consumo da Indústria. Todas essas ações que o Estado fez nos garantiu uma economia de quase 300 milhões de m³ de água por ano”, complementou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247