Metodologia aplicada no Tecnova Ceará vira referência nacional

Novas metodologias aplicadas na gestão do Tecnova Ceará tem chamado a atenção da Finep e serão replicadas nos programas realizados em outros estados. O Whatsapp, aplicativo de mensagens multiplataforma que permite trocar mensagens pelo celular, por exemplo, é uma das ferramentas utilizadas

Novas metodologias aplicadas na gestão do Tecnova Ceará tem chamado a atenção da Finep e serão replicadas nos programas realizados em outros estados. O Whatsapp, aplicativo de mensagens multiplataforma que permite trocar mensagens pelo celular, por exemplo, é uma das ferramentas utilizadas
Novas metodologias aplicadas na gestão do Tecnova Ceará tem chamado a atenção da Finep e serão replicadas nos programas realizados em outros estados. O Whatsapp, aplicativo de mensagens multiplataforma que permite trocar mensagens pelo celular, por exemplo, é uma das ferramentas utilizadas (Foto: Renata Paiva)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - Representantes das 23 empresas contempladas na primeira etapa do Programa de Apoio à Inovação Tecnológica nas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Ceará (Tecnova-CE) participaram de encontro na manhã da quarta-feira, 6 de maio, no auditório da Secitece. A reunião foi conduzida pelo secretário da Secitece, Inácio Arruda e pelo secretário adjunto, Francisco Carvalho, coordenador do Tecnova no Ceará.

O objetivo foi apresentar o resultado das visitas técnicas, realizadas de 23 de março a 2 de abril, para acompanhar os projetos e orientar às empresas para a boa execução das atividades de inovação. "É fundamental buscarmos os indicadores, avaliar a execução e corrigir rumos. O sucesso desse projeto e o êxito de todos vocês é que irão garantir ao Ceará recursos para novas edições do Tecnova", afirma Francisco Carvalho.

"Nos reunimos com a embaixada do Reino Unido, com representantes do BNDES e do Banco do Nordeste e outros órgãos, buscando meios, para através dessas parcerias obter mais recursos para investir nas empresas, mas é preciso garantir a qualidade dos projetos", complementou o secretário Inácio Arruda.

Novas metodologias aplicadas na gestão do Tecnova Ceará tem chamado a atenção da Finep e serão replicadas nos programas realizados em outros estados. O Whatsapp, aplicativo de mensagens multiplataforma que permite trocar mensagens pelo celular, por exemplo, é uma das ferramentas utilizadas. "Um procedimento simples, mas que usado como meio de comunicação, tem se tornado uma ferramenta eficaz para a integração e a socialização de informações entre os participantes do projeto que podem tirar dúvidas, compartilhar experiências e até formar novas parcerias", comenta Carvalho.

Outro diferencial é o prazo de realização das visitas técnicas. Pelo contrato, as visitas deveriam acontecer semestralmente, mas no Ceará, os técnicos e consultores ad-hoc acompanham o desenvolvimento dos projetos em um prazo menor, pelo menos a cada três meses.

O chefe substituto do Departamento de Operações de Subvenção da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), Richard Affonso Corrêa, que esteve presente à reunião, disse que esse procedimento "garante que possíveis falhas sejam corrigidas mais rapidamente, evitando problemas maiores ao final do projeto".

Criado para dar condições financeiras favoráveis e apoiar a inovação de empresas de micro e pequeno porte cearenses, o Programa Tecnova Ceará está financiando, por meio de recursos de subvenção econômica, o crescimento rápido de um conjunto significativo de empresas, com foco no apoio à inovação tecnológica.

Em sua primeira etapa, o Tecnova Cearense contou com recursos da ordem de R$ 15.593.075,36 oriundos da Finep e do Governo Estadual (FIT), sendo R$ 13.500.000,00 para apoio às empresas e o restante para a gestão do projeto. Foram submetidos 168 projetos e 60 empresas foram recomendadas para desenvolvimento de seus projetos inovadores com demanda de R$ 27.490.957,60.

Foram liberados mais R$ 3.381.030,00 para aporte voluntário ao programa em 2015. Com esse recurso, sete novas empresas serão atendidas, totalizando 35 empresas beneficiadas nos setores de Agronegócio, Eletrometalmecânica e Materiais, Petróleo e Gás, Têxtil e Confecção, além de Couro e Calçado, Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e Biotecnologia.

O Tecnova Ceará conta com a parceria da Fundação de Apoio a Serviços, Ensino e Fomento a Pesquisas (Fundação Astef), da Rede de Incubadoras do Ceará (RIC) e da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247