Minas está perto de decretar calamidade financeira, alerta secretário

O secretário de Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho, alertou para o risco de o Estado decretar estado de calamidade financeira, como o Rio de Janeiro. De acordo com o titular da pasta, o déficit projetado para o período de 2014 a 2017 é de R$ 25 bilhões; "Não tenho como pagar. Estamos acumulando déficit e, daqui a pouco, isso vai explodir", disse ele, ao participar do Fórum Nacional, no Rio

Jos� Afonso Bicalho Beltr�o da Silva (secret�rio de Estado de Fazenda)
Jos� Afonso Bicalho Beltr�o da Silva (secret�rio de Estado de Fazenda) (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - O secretário de Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho, alertou para o risco de o Estado decretar estado de calamidade financeira, como o Rio de Janeiro. De acordo com o titular da pasta, o déficit projetado para o período de 2014 a 2017 é de R$ 25 bilhões. "Não tenho como pagar. Estamos acumulando déficit e, daqui a pouco, isso vai explodir", disse ele, ao participar do Fórum Nacional, no Rio.

Bicalho destacou que 25% da atual dívida dos estados foi contraída com bancos e não com a União, e está atrelada ao dólar. "A dívida nova é indexada ao câmbio e pode ser um problema para frente. Não temos receita em dólar", complementou.

Além dos gastos com serviço da dívida e com aposentadoria, o secretário atribuiu a crise fiscal de Minas a outros fatores estruturais, que, segundo ele, não podem ser solucionados sem que a Constituição Federal seja alterada.

O secretário destacou gastos com o pagamento de salários nas áreas de educação e saúde, e de outros grupos de trabalhadores, como da Justiça, vinculadas à União. "Uma retomada não será suficiente para aliviar os estados. Sem mexer na Constituição, não chegaremos a um equilíbrio", acrescentou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247