Ministério da Saúde contrata por R$ 24 milhões empresa envolvida em garimpo ilegal em terra indígena

O Ministério da Saúde, sob gestão de Eduardo Pazuello, contratou por R$ 24,3 milhões uma empresa par ao fornecimento de aeronaves e que tem como sócio um suspeito de ceder o transporte ao garimpo ilegal em terra indígena ianomâmie

Ministro Interino da Saúde, Eduardo Pazuello.
Ministro Interino da Saúde, Eduardo Pazuello. (Foto: Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Saúde, sob gestão de Eduardo Pazuello, contratou por R$ 24,3 milhões uma empresa que fornece aeronaves para o transporte de profissionais de saúde. O sócio é suspeito de ceder aeronaves ao garimpo ilegal em terra indígena ianomâmi. As informações são do jornal O Globo.

A Justiça Federal decretou a busca e apreensão de um avião em nome do empresário. Índios fotografaram a mesma aeronave e enviaram as imagens à Polícia Federal (PF).

Somente no governo de Jair Bolsonaro, a empresa já recebeu R$ 17 milhões pelo serviço prestado.

Segundo cálculos de associações de indígenas, cerca de 20 mil garimpeiros estão dentro da terra indígena, onde vivem 26 mil índios, em Roraima (a grande maioria) e Amazonas (o território se estende pela Venezuela). 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email