Ministro assina OS para retomada das obras da barragem Lago das Fronteiras

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, estará no município de Crateús (CE), nesta sexta-feira (22), para assinar a Ordem de Serviço que dará início às obras da barragem Lago de Fronteiras. Em viagem à China, o governador Camilo Santana não estará presente à solenidade. Essa obra, que estava parada há vários anos, vinha sendo reivindicada pelo governador, que havia solicitado ao Governo Federal, a transferência para o Estado, para que fosse retomada

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, estará no município de Crateús (CE), nesta sexta-feira (22), para assinar a Ordem de Serviço que dará início às obras da barragem Lago de Fronteiras. Em viagem à China, o governador Camilo Santana não estará presente à solenidade. Essa obra, que estava parada há vários anos, vinha sendo reivindicada pelo governador, que havia solicitado ao Governo Federal, a transferência para o Estado, para que fosse retomada
O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, estará no município de Crateús (CE), nesta sexta-feira (22), para assinar a Ordem de Serviço que dará início às obras da barragem Lago de Fronteiras. Em viagem à China, o governador Camilo Santana não estará presente à solenidade. Essa obra, que estava parada há vários anos, vinha sendo reivindicada pelo governador, que havia solicitado ao Governo Federal, a transferência para o Estado, para que fosse retomada (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 -  O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, estará no município de Crateús (CE), nesta sexta-feira (22), para assinar a Ordem de Serviço que dará início às obras da barragem Lago de Fronteiras. Em viagem à China, o governador Camilo Santana não estará presente à solenidade. Essa obra, que estava parada há vários anos, vinha sendo reivindicada pelo governador, que havia solicitado ao Governo Federal, a transferência para o Estado, para que fosse retomada.

A barragem terá capacidade para armazenar 448 milhões de m3 de água e deve atender a cerca de duas mil pessoas.  O volume será utilizado para abastecimento humano da sede do município de Crateús e comunidades adjacentes da região, irrigação de terras, aquicultura, lazer e controle de cheias do Rio Poty. A expectativa é de que aproximadamente 200 mil pessoas sejam diretamente beneficiadas. A responsabilidade pela execução da obra ficará à cargo do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Em julho passado, quando assumiu interinamente a Presidência da República, o senador Eunício Oliveira decretou a desapropriação das terras que receberão as águas para possibilitar a retomada dos trabalhos. Além das desapropriações, nesta etapa serão realizados serviços de terraplanagem, limpeza da área e construção das fundações da barragem. Após concluído, o Lago de Fronteiras servirá de base para atender a aproximadamente 5 mil hectares de produção agrícola dos perímetros irrigados Platô Poty I e II, Realejo, Graça, Ampliação e Novo Oriente.

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247