MInistro do PSB volta a defender aliança com o PT

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), voltou a defender a necessidade de manter a união do seu partido com o PT da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição. Durante visita ao município de Surubim, Zona da Mata Norte do Estado, para o anúncio de medidas contra a seca, o ministro enviou um recado mais direto ao governador e potencial candidato pelo PSB, Eduardo Campos, ao dizer que“gostaria de trazer a determinação da presidente Dilma e do nosso Ministério de aprofundar estas parcerias"

MInistro do PSB volta a defender aliança com o PT
MInistro do PSB volta a defender aliança com o PT
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 – O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), voltou a defender a necessidade de união do seu partido com o PT da presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição. Durante visita ao município de Surubim, Agreste do Estado, para o anúncio de medidas contra a seca, o pessebista estava acompanhado do seu correligionário e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, pré-candidato à Presidência. Na ocasião, o ministro enviou um recado mais direto ao gestor pernambucano reforçando a importância da continuidade da parceria entre o PT e o PSB.

“Governador, eu gostaria de trazer, nesta tarde em que estamos empregando ações no Governo do Estado, a determinação da presidente Dilma e do nosso Ministério de aprofundar estas parcerias”, afirmou. Na ocasião, foram anunciadas a implantação de 1.450 cisternas, 133 sistemas de abastecimento de água domiciliar, 76 barragens e 285 poços artesianos, além da abertura de licitação para mais 15 poços.

Diante das movimentações de Campos rumo à eleição presidencial 2014, FBC vem sendo o principal integrante do alto escalão no Governo Dilma a exaltar as parcerias entre os Governos Estadual e Federal. O ministro, indicado por Campos ao seu cargo atual,  prefere que o PSB apoie a reeleição da presidente Dilma e já houve até especulações de que o pessebista poderia ingressar no PT como um contraponto às articulações de Campos visando o pleito do próximo ano. Esta migração poderia acontecer em função de FBC não sentir apoio em torno da sua pretensão de ser o candidato ungido por Campos para a sucessão estadual. O ministro nega a especulação e o PSB diz que Bezerra Coelho conta com a inteira confiança da legenda.

“Estamos vivendo uma seca severa. Não podemos nos desanimar. Também não podemos nos dividir. Precisamos estar unidos, Governo Federal, Estadual, prefeitos e sindicatos, para que possamos aprender um com o outro, escutar o outro para que possamos viver esta dura estiagem”, acrescentou FBC, de acordo com o Jornal do Commercio. O ministro ressaltou, ainda, que já foram liberados R$ 268 milhões do Ministério da Integração Nacional ao Estado de Pernambuco.

Por outro lado, o governador manteve a sua postura de desconversar sobre o pleito 2014. “Os investimentos que estamos fazendo com certeza vão nos legar travessia completamente diferente por outros momentos de estiagem. Estamos no caminho. Este caminho não é fácil nem singelo, mas precisamos perseverar nele, ter a disposição de somar forçar para atravessarmos estas dificuldades e podemos construir dias melhores”, disse Campos. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247