Morre em PE cabo da PM/AL baleado após discussão

O cabo Erivan Oliveira, da Polícia Militar de Alagoas, baleado durante uma discussão nessa terça-feira (28), em Pernambuco, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quarta-feira (1º), enquanto estava sendo transferido de um hospital em Palmares-PE para o Recife; ele foi ferido após ter discutido com um guarda municipal que teria abordado e supostamente agredido seu filho durante uma ocorrência

O cabo Erivan Oliveira, da Polícia Militar de Alagoas, baleado durante uma discussão nessa terça-feira (28), em Pernambuco, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quarta-feira (1º), enquanto estava sendo transferido de um hospital em Palmares-PE para o Recife; ele foi ferido após ter discutido com um guarda municipal que teria abordado e supostamente agredido seu filho durante uma ocorrência
O cabo Erivan Oliveira, da Polícia Militar de Alagoas, baleado durante uma discussão nessa terça-feira (28), em Pernambuco, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quarta-feira (1º), enquanto estava sendo transferido de um hospital em Palmares-PE para o Recife; ele foi ferido após ter discutido com um guarda municipal que teria abordado e supostamente agredido seu filho durante uma ocorrência (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O cabo da Polícia Militar baleado durante uma discussão nessa terça-feira (28), em Pernambuco, não resistiu aos ferimentos e morreu nesta quarta-feira (1º), enquanto estava sendo transferido de um hospital em Palmares-PE para o Recife.

De acordo com informações da Polícia Militar, o cabo Erivan Oliveira, de 36 anos, estava sendo levado para o Hospital da Restauração devido a seu estado grave, quando veio a óbito durante o trajeto. 

O cabo Erivan foi ferido durante uma confusão na cidade de Água Preta, em Pernambuco, nessa terça-feira (28). A confusão ocorreu após o militar ter discutido com um guarda municipal que teria abordado e supostamente agredido seu filho durante uma ocorrência.  

O militar foi tirar satisfação com o chefe da guarda, identificado como José Ferreira, e efetuou disparos contra ele, que foi a óbito. Diante dessa situação, os demais guardas municipais se juntaram e efetuaram disparos contra o cabo, que foi internado. 

O militar, que é lotado na 2ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Joaquim Gomes, foi levado para o Hospital Regional de Palmares, também em Pernambuco. Desde o início, o estado dele era considerado grave. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Alagoas, o cabo Erivan havia trabalhado em Alagoas no sábado (25) e voltado para casa no domingo (26). Ele morava em Pernambuco. 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247